Artigos Relacionados

CRA da Vert com risco Klabin pode impulsionar mercado primário

A Vert prepara uma emissão de Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA) que pode chegar a R$ 1,00 bilhão. A devedora da operação é a Klabin, empresa que atua no âmbito da silvicultura e da agricultura. A classificação de risco da operação foi divulgada pela agência de classificação de risco Fitch em comunicado divulgado na última terça-feira, dia 11 de junho de 2019. Caso a cifra bilionária se concretize, um significativo impulso será dado no volume de mercado primário destes títulos.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

S&P avalia CRA de mais de R$ 200,0 milhões

A ISEC teve hoje, dia 19 de março de 2019, a primeira série de sua terceira emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) classificada preliminarmente com a nota de crédito ‘AA+’ pela agência de classificação de risco S&P. Desta vez, diferindo do padrão que tem vigorado entre as novas operações do mercado de CRA, não são debêntures que formam o lastro dos títulos avaliados, mas sim outro título de crédito do agronegócio, os Certificados de Direitos Creditórios do Agronegócio (CDCA).

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

S&P classifica CRA de R$ 700,0 milhões

Mais uma emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) lastreada em debêntures emitidas por grande companhia atuante no setor agrário está prestes a ocorrer. É o que informa a agência S&P ao comunicar a atribuição da classificação de risco de um novo CRA da Vert. Inicialmente, o montante envolvido é de R$ 700,0 milhões.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

CRA de R$ 750 milhões é classificado ‘AAA’

Não é de hoje que o mercado de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) tem chamado atenção pelo padrão seguido na estruturação de suas maiores operações. Dito de outra forma, já se tornou relativamente comum o surgimento de operações de CRA de monta com lastro em debêntures emitidas por grandes empresas que interagem com o setor produtor agro, uma forma de captação que se beneficia da isenção tributária sobre os rendimentos usufruída por investidores pessoa física deste título de securitização. Na última terça-feira a Fitch avaliou uma nova operação deste formato de R$ 750,0 milhões.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Fitch classifica novamente CRA devido pela Tereos

A agência Fitch divulgou na última quarta-feira, 19 de dezembro de 2018, um comunicado sobre a atribuição da classificação de risco ‘AA’ à série única da 22ª emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) da securitizadora Vert. O montante do CRA inicialmente ficou definido em R$ 300,0 milhões, mas a cifra poderá ser incrementada em até 20,0% caso ocorra o exercício da opção de lote adicional.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

CRA da Ipiranga que pode alcançar R$ 900,0 milhões tem classificação de risco divulgada

A agência Moody’s atribuiu classificação de risco a uma emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) da VERT que pode alcançar a cifra de R$ 900,0 milhões. Os CRA em questão correspondem às 1ª e 2ª séries da 20ª emissão da securitizadora VERT e foram classificados com ‘Aaa’. O elevado montante seria resultado da soma do que pode vir a ser emitido nas duas séries. De acordo com documentos da operação a emissão ocorrerá em 15 de dezembro.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Fitch classifica emissão de CRA que pode superar R$ 400,0 milhões

Ontem, dia 10 de setembro de 2018, a agência Fitch Ratings divulgou a classificação de risco preliminar ‘AA’ atribuída à 1ª e à 2ª séries da 18ª emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) da Vert Companhia Securitizadora. Na ação, a agência levou em consideração um montante inicial de R$ 300,0 milhões para a emissão, sendo que este poderia ainda alcançar a marca de R$ 405,0 milhões, o que faria desta uma das maiores emissões de CRA no ano.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Vórtx assume a ponta dos Rankings Uqbar de Agentes Fiduciários de CRA

Após um ano de 2017 com aumento de quase 30,0% do número de operações de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) realizadas e de redução de aproximadamente 5,0% do montante emitido, o mercado de agente fiduciário de operações de CRA também sofreu mudanças quando comparado com o cenário percebido em anos anteriores. A Vórtx, empresa que estreou no mercado em 2016, expandiu consideravelmente sua atuação no segmento de CRA e encerrou o último ano na liderança do Ranking Uqbar, tanto por número de operações quanto por montante emitido.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

EcoSec lidera de forma isolada os rankings de CRA do primeiro semestre de 2017

Ao fim do primeiro semestre de 2017, o mercado primário de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) se encontra muito próximo de ultrapassar a marca dos R$ 6,00 bilhões em emissões. Mais precisamente, nos seis primeiros meses do ano foi observado um montante emitido de R$ 5,93 bilhões, marca alcançada através de 21 operações realizadas no mercado. No mesmo período de 2016 o montante emitido marcava um valor bem próximo do deste ano, R$ 5,48 bilhões, mas proveniente de 15 operações. Com isso, tanto em termos de montante emitido quanto em termos de número de operações realizadas houve crescimento, de 8,2% e de 40,0%, respectivamente. Em junho deste ano foram realizadas quatro operações, totalizando R$ 396,6 milhões.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Líderes de distribuição de CRA revezam posições no ranking 2016

Tal qual o mercado de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) como um todo, o segmento de líderes de distribuição deste título também vivencia agitação. O intercâmbio de posições nos últimos anos entre os participantes dos rankings Uqbar de líderes de distribuição de CRA tem sido notável. Prova disso é o fato de que, em 2016, nenhum dos participantes elencados nas cinco primeiras posições, por montante de CRA emitidos ou número de operações, repetiu a mesma colocação obtida no ano anterior.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Mais Lidos