Artigos Relacionados

Cibrasec e RB Capital lideram rankings em ano de emissões recorde

O montante de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) emitido pelas securitizadoras imobiliárias em 2016 alcançou o recorde de R$ 17,78 bilhões. Porém, pela primeira vez desde 2002, a líder do Ranking Uqbar sob o critério do montante emitido foi a responsável por mais de 60,0% da cifra emitida no ano. Por outro lado, a líder do ranking organizado em termos do número de operações respondeu por apenas 14% do total de 107 operações emitidas em 2016, o menor percentual desde 1999. Adicionalmente, ao fim de dezembro os rankings contabilizavam um total de vinte participantes. Este é o segundo melhor desempenho para o número de securitizadoras participantes dos rankings, ficando apenas atrás de 2014, ano em que foram contabilizadas 23 securitizadoras participantes.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Montante de CRI classificado em 2016 chega a R$ 2,43 bilhões

O ano de 2016, até final de novembro, contou com atuação de seis agências de classificação de risco no que diz respeito às atribuições concedidas aos Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), sendo essas Fitch, Moody’s, S&P, Liberum, LF e Austin. Graças a essas agências foi possível que houvesse atribuição de notas para um montante total de R$ 2,43 bilhões, correspondentes a 42 operações. Através da comparação com o mesmo período de 2015 pode-se observar que houve uma elevação de 27,3% no montante total classificado, enquanto o número de operações analisadas sofreu queda de 8,7%.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Três securitizadoras sobem posições nos rankings em novembro

Quatro Securitizadoras Imobiliárias emitiram Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) em novembro de 2016. Estas emissões adicionaram sete operações e R$ 583,0 milhões ao computo dos rankings para o ano de 2016. Assim, no consolidado entre janeiro e novembro de 2016, registra-se que um total de 87 operações e R$ 9,32 bilhões em CRI foram emitidos por vinte securitizadoras. Com as emissões realizadas em novembro, três securitizadoras, Ápice, Habitasec e SCCI, subiram posições nos rankings, tanto sob o critério do número de operações quanto sob o de montante emitido.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Altere sobe três posições no ranking de securitizadoras em outubro

Em um mês de poucas emissões de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), as mudanças de colocações nos Rankings Uqbar de Securitizadoras Imobiliárias ocorreram de forma restrita. Ainda assim, algumas das securitizadoras se destacaram, e subiram até três posições nos rankings para 2016. No total três securitizadoras – Altere, Ápice e Polo Capital - emitiram títulos em outubro de 2016, adicionando mais R$ 158,5 milhões ao total do mercado, distribuídos em quatro operações. Assim, no consolidado entre janeiro e outubro de 2016, vinte securitizadoras emitiram um total de R$ 8,67 bilhões divididos em 76 operações de CRI.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Com três ingressantes em setembro, ranking de securitizadoras chega a vinte participantes

No mês de setembro, três novos participantes ingressaram nos Rankings Uqbar de Securitizadoras Imobiliárias para 2016. Em um mês cujo montante emitido total de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) se aproximou de R$ 1,00 bilhão, as primeiras emissões do ano de Brazil Realty, ISEC e REAG Securities somaram R$ 202,6 milhões, cada uma tendo realizado uma operação. Embora as duas primeiras já estejam atuando no mercado há algum tempo, esta foi a primeira emissão de CRI da REAG. Com a referida adição, ao fim de setembro os rankings contabilizavam um total de vinte participantes. Este é o melhor desempenho para o número de securitizadoras participantes dos rankings para este período acumulado do ano, repetindo o desempenho de 2014.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Ourinvest Securitizadora realiza sua primeira emissão de CRI

O mês de agosto marcou a estreia da Ourinvest Securitizadora no ranking Uqbar de securitizadoras no mercado de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI). A companhia, que já atuava no mercado de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA), realizou sua primeira emissão de CRI em sua história, num montante de R$ 90,0 milhões. O mês ainda foi marcado por operações realizadas por outras quatro securitizadoras, sendo elas RB Capital, Polo Capital, Habitasec e Fortesec. Ao todo, já foram 18 securitizadoras a emitir CRI em 2016.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

CRI emitidos no ano somam R$ 7 bi; 16 securitizadoras já emitiram em 2016

Em julho registrou-se o segundo melhor mês de 2016 em termos de montante emitido de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI). Cifra equivalente a R$ 713,5 milhões em títulos foi adicionada ao somatório acumulado no ano, que no período compreendido entre janeiro e julho de 2016 atingiu R$ 7,09 bilhões. Sob a ótica do número de operações, julho também demonstrou desempenho expressivo. Dez novas operações foram trazidas ao mercado naquele mês, o mesmo número de junho, mas que se configura como o melhor do ano de 2016, que já soma total de 49 operações. Tais resultados são resultado da atuação, no ano, de dezesseis securitizadoras, das quais Cibrasec e RB Capital são as companhias que mais se destacaram sob cada uma das respectivas óticas.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Agente Fiduciário estreante se torna líder do ranking para 2016

Desde 2002, ano em que o ranking de agentes fiduciários de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) passou a contar com mais de um participante, a liderança da escala se alterna entre duas instituições: Oliveira Trust DTVM e Pentágono DTVM. Foram raras as vezes em que estes dois principais agentes fiduciários do mercado não figuraram nas duas primeiras colocações. A última vez em que isto havia ocorrido tinha sido em 2012, no ranking sob o critério de montante emitido, e em 2008, quando o critério adotado é o número de operações. Em 2016, pelo menos do que se vislumbra pela metade do ano já decorrida, é a Vórtx DTVM, agente fiduciário que estreou no mercado no último trimestre de 2015, que aparece para ameaçar a liderança de Pentágono e Oliveira Trust.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Barigui e ForteSec estreiam no ranking de securitizadoras em maio

Durante o mês de maio de 2016, seis securitizadoras imobiliárias realizaram emissões de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI). Quatro destas securitizadoras já haviam realizado operações e as outras duas realizaram suas primeiras emissões no ano. Desta forma, as duas novas participantes passaram a integrar os rankings Uqbar de securitizadoras para 2016. As estreantes em maio foram a Barigui e a ForteSec, tendo cada uma delas realizado uma única emissão no mês. Com a entrada de novos participantes no último mês, o número de securitizadoras que já emitiram CRI em 2016 chegou a um total de treze. Porém, comparado ao ranking computados ao final de abril, constata-se que praticamente não houve mudança de posições no ranking até maio.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

TRX e Logos estreiam no ranking de securitizadoras em 2016

Embora abril tenha sido o mês, até o momento, em que se registrou o maior montante emitido de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), R$ 269,0 milhões, tal cifra não alterou o quadro de liderança no ranking de securitizadoras imobiliárias para 2016. Nas posições mais distantes da primeira colocação, contudo, a alta do volume emitido provocou significativas trocas de posições, potencializadas pelo ingresso de duas securitizadoras no ranking: TRX e Logos.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Mais Recentes