Jornal

Cotistas do BRCR11 discordam do valor proposto para novas cotas do fundo

O Fundo de Investimento Imobiliário (FII) BTG Pactual Corporate Office Fund (BRCR11) é sem dúvida um dos fundos mais relevantes da indústria de FII, fazendo parte de um seleto grupo de fundos com patrimônio líquido superior à cifra de R$ 2,00 bilhões. Seu administrador, BTG Pactual Serviços Financeiros (BTG Pactual), recorrentemente apresenta o fundo como o maior fundo de investimento imobiliário de lajes corporativas listado em bolsa do Brasil. É neste contexto positivamente destacável que está sendo preparada uma nova emissão de cotas, a sexta desde o início das operações do fundo.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Cotistas do FII Snowbird Master aprovam nova emissão

Veja abaixo o resumo das atas publicadas na CVM entre 09 e 13 de setembro de 2019.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Tesouro consulta cidadãos a respeito da securitização de dívida de estados e municípios

Como é de amplo conhecimento público, é delicada a atual situação fiscal dos estados e municípios brasileiros, em esmagadora maioria. Assim, tende-se a buscar modelos de reestruturação dessas dívidas, com o objetivo de reduzir os custos totais e alongar seu prazo, por exemplo. É dentro deste contexto que surge agora uma nova consulta pública do Tesouro Nacional, iniciada na última terça-feira, dia 10 de setembro de 2019, e que se estenderá até o próximo 10 de outubro.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Mercados de securitização se expandem todos

Pela primeira vez em quase uma década, observa-se atualmente um crescimento palpável e concomitante de todos os mercados de securitização no Brasil. Em uma combinação virtuosa entre os fatores macro e micro, entre as variáveis reais e monetárias, entre os avanços do marco e da prática, há uma espécie de conspiração temporal dos fundamentos de todos os mercados de securitização no sentido positivo, de expansão.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Rankings de securitizadoras são liderados por RB Capital e True

De janeiro a agosto, o montante emitido de CRI atingiu R$ 10,60 bilhões, distribuídos em 114 operações. Desses totais, duas securitizadoras respondem por 49,4% e 35,1%, respectivamente. Assim, apesar do Ranking Uqbar de Securitizadoras Imobiliárias contemplar dezesseis entidades emissoras, esse ainda é um mercado cujo desempenho geral está atrelado ao destino de poucos participantes.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Devedora não cumpre obrigações, mas vencimento antecipado de CRI não é aprovado

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRI divulgadas na CVM entre 02 e 06 de setembro de 2019.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Recorde em agosto leva emissões de CRI a R$ 10 bi no ano

O mês de agosto de 2019 registrou um total de R$ 1,88 bilhão em emissões de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI). Essa é a melhor marca para o mês desde a primeira emissão de CRI. Dessa forma, o acumulado nos oito meses de 2019 já supera os R$ 10,00 bilhões em emissões.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Cotas sênior de FIDC de saneamento têm classificação de risco elevada

A conexão dos Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) com as empresas prestadoras de serviço de saneamento foi exemplificada em artigo recente no TLON. Na ocasião, abordou-se a operação de um fundo ligado à Saneago, com o relato da elevação da classificação de risco de suas cotas pela Fitch. Agora, a agência de classificação de risco repete a ação com as cotas de outro FIDC relacionado ao setor de saneamento.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Um dos FII ligados à Loft tem emissão de R$ 500 mi aprovada

Veja abaixo o resumo das atas publicadas na CVM entre 02 e 06 de setembro de 2019.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

CVM define data para implementar Informe Mensal de CRI

A CVM divulgou, há pouco mais de um mês, o Ofício Circular CVM/SIN 8/19, que orientava as companhias securitizadoras a respeito do envio das informações periódicas e eventuais referentes às emissões de CRA. O título imobiliário, por sua vez, havia sido relegado para um segundo momento, que tomou forma hoje, 09 de setembro, com a divulgação do Ofício Circular CVM/SIN 10/19.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Rankings
fii
fidc
cri
cra
Mais Lidos