Em 2013, ano durante o qual o montante consolidado emitido de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) atingiu a maior marca histórica anual, equivalente a R$ 16,65 bilhões, a Taxa Referencial (TR) foi o indexador utilizado, para efeito de remuneração desses títulos, na maior fatia deste montante emitido. Um total de R$ 5,48 bilhões, ou 32,7% do valor consolidado, foi emitido com remuneração atrelada a este indexador. Grande parte deste montante provém dos CRI da 43ª série da quarta emissão da Gaia, cujo montante se equivaleu a R$ 2,04 bilhões¹. Vale salientar que todos os títulos com remuneração atrelada a este indicador contam com crédito imobiliário como ativo-lastro, e não alugueis. Em 2012, a TR também havia sido o indexador utilizado referente à maior parcela do montante emitido de CRI, tendo representado 36,9%, o equivalente a R$ 3,52 bilhões, do consolidado naquele ano.



Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
Mais Recentes