No mês de junho de 2015 houve apenas dez emissões de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) que, juntas, somaram R$ 566,3 milhões. O montante em emissões foi 76,4% inferior ao registrado no mês anterior, R$ 2,40 bilhões, referentes a 28 operações, e 69,9% inferior ao registrado em junho de 2014, R$1,88 bilhão, referente a 14 operações. Dentre as operações de CRI realizadas no mês de junho do ano corrente, quatro pertencem à categoria de ativo-lastro Aluguel, todas possuindo empresas do setor privado como devedoras, sendo duas lastreadas por contratos de aluguéis devidos por lojistas de shoppings centers e duas por contratos do tipo built-suit. Outras quatro operações realizadas no último mês pertencem à categoria de ativo-lastro Crédito imobiliário, sendo que em duas delas o crédito é voltado para loteadoras desenvolverem empreendimentos e em outras duas para pessoas físicas comprarem lotes. As outras duas operações realizadas neste período ainda não foram analisadas e classificadas pela Uqbar, pois a mesma não teve acesso aos documentos das operações.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Mais Lidos