Jornal

Inéditos, rankings de gestores de FII são liderados pelo BTG Pactual

A edição 2017 do Anuário Uqbar Securitização e Financiamento Imobiliário, a ser lançada em março, introduzirá um novo conjunto de rankings ao leitor. Dentre as novidades estão os rankings relacionados ao mercado de gestores de Fundos de Investimento Imobiliário (FII), compreendendo tanto a totalidade da indústria de fundos imobiliários como apenas aqueles listados para negociação em bolsa. Figuram como gestores no mercado de FII um total de 75 instituições. Apesar do grande número de competidores, o BTG Pactual assume a primeira colocação de todos os rankings por boa margem, qualquer que seja o critério.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Cotistas do FIDC Leme Multisetorial IPCA alteram possibilidades de quitação de títulos em atraso

Veja abaixo o resumo desta e de outras decisões tomadas no âmbito de assembleias de FIDC divulgadas na CVM entre 13 e 17 de fevereiro de 2017.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Carteiras de FII somam mais de R$ 5,5 bi em CRI

Em 2016, os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) adquiridos no mercado primário pelos investidores classificados como “Fundos de Investimento” somaram a segunda maior fatia do total emitido no ano. A categoria inclui, além dos fundos regulados pela Instrução CVM nº 555, os Fundos de Investimento Imobiliário (FII). Em um contexto macroeconômico recessivo que prevaleceu durante o ano, com efeitos que se alastram pelo mercado imobiliário real, interessantemente o apetite dos FII por este título de securitização se renovou. Não por acaso, o patrimônio líquido (PL) e o número de FII que investem preponderantemente em CRI atingiu seu ápice em 2016.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Estoque de CDCA voltou a subir em 2016

Apesar do principal impulso do forte crescimento recente nas emissões anuais de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) vir de operações de lastro único corporativo, observa-se também um avanço no volume de emissões de operações de lastro pulverizado, conforme abordado no portal TLON. Em sua maioria, as operações de lastro pulverizado têm este composto por Certificados de Direitos Creditórios do Agronegócio (CDCA) e/ou Cédulas de Produto Rural – Financeira (CPR-F). Tratam-se de títulos de crédito destinados a financiar os participantes da cadeia do agronegócio. Em 2016 os montantes anuais de emissão, estoque e negociação de CDCA se elevaram. Por outro lado, o montante em negociações de CPR-F se reduziram no mesmo período.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Páginas de Participantes
Mais Lidos
Rankings
fii
fidc
cri
cra