Jornal

CRIs com risco Direcional são elevados para ‘AAA’

Ao fim da semana passada três CRIs emitidos pela True foram objeto de elevação de classificação de risco por parte da S&P. Os CRIs consistem nas 107ª, 175ª e 193ª séries da 1ª emissão da securitizadora e a classificação de risco migrou de ‘AA+’ para ‘AAA’ em todos os casos.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Mercado de FII supera R$ 4 bilhões em ofertas no ano

Na última sexta-feira, 19 de março, foi registrada na CVM a oferta pública inicial de cotas do FII Navi Imobiliário Total Return com montante inicial de R$ 139,0 milhões. Com esta nova oferta o mercado de fundos imobiliários já atinge o segundo maior volume de ofertas para o primeiro trimestre de um ano na história deste setor.

ISEC emitirá CRA bilionário

A S&P divulgou ontem, dia 18 de março, um comunicado sobre a atribuição, em caráter preliminar, da classificação de risco de CRAs de uma operação que pode alcançar o valor de R$1,60 bilhão. Esta seria, por larga margem, a maior operação realizada até aqui em 2021 e faria com que o mercado primário de CRAs alcançasse um patamar dimensional próximo ao que se observava no mesmo período em 2020.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Sem surpresas, Pentágono destaca-se entre os agentes fiduciários dos CRAs de 2021

Recentemente foi publicada no TLON uma análise do mercado primário de CRA nos primeiros meses de 2021, tendo como foco o patamar dimensional consolidado das emissões deste título no ano, consideravelmente inferior ao nível observado no mesmo período de 2020. Tal exercício analítico foi realizado por meio da discriminação de quais eram as securitizadoras que haviam emitido CRAs, e, além disso, quais eram essas operações. Neste artigo a ideia é voltar a falar do mercado primário de CRA, mas focando no desempenho dos agentes fiduciários dessa indústria.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Novo FIDC da Creditas emitirá mais de R$ 250 mi em cotas

Não é novidade que o mercado de FIDC é um terreno fértil para o desenvolvimento de operações envolvendo diversas fintechs que atuam no mercado brasileiro. Uma dessas fintechs, a Creditas, está inclusive com um novo FIDC em processo de distribuição cotas.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Valorização dos FIIs de Renda Fixa ameniza retração do mercado em fevereiro

No mês de fevereiro de 2021 os preços das cotas de FIIs negociadas na B3 praticamente andaram de lado, com queda de 0,8% na comparação com a média do mês anterior. Assim, o nível de preços do setor permanece bem abaixo daquele visto doze meses atrás, momentos antes do início da pandemia.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

FIDC comprará recebíveis originados em vendas de móveis planejados

A cada ano o mercado de capitais ganha mais força e se consolida como uma das principais alternativas para captação de recursos por parte de empresas com necessidade de investimento. Esse movimento é perceptível na indústria de FIDC, onde é crescente o número de fundos entrando em operação, com empresas de diferentes setores explorando a estrutura deste veículo. Um bom exemplo desta dinâmica é o FIDC Simocred.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

BC liquida Companhia Hipotecária Brasileira, cedente de diversos CRI

O presidente do Banco Central do Brasil (BC), Roberto Campos Neto, decretou na última quinta-feira, 11 de março, a liquidação extrajudicial da Companhia Hipotecária Brasileira (CHB). A instituição era um prolífico participante do mercado de securitização imobiliária. Contudo, como sua atuação se limitava a ser cedente de recebíveis imobiliários, eventuais riscos decorrentes desse evento são mitigados.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

FIIs do segmento Residencial divulgam informações sobre novas aquisições

Quando se analisa o mercado de FII é comum voltar as atenções para segmentos específicos, como Shopping Centers ou Escritórios, por estes serem mais representativos em termos de PL consolidado ou número de fundos. Porém, há outros segmentos que merecem atenção, como é o caso dos FIIs do segmento Residencial, que têm capacidade de auxiliar a atender à demanda típica dos brasileiros por projetos residenciais cada vez mais inovadores. Prova disso são os recentes fatos relevantes divulgados ao mercado.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Com nova audiência, CVM quer “modernizar, harmonizar e consolidar” regimes de ofertas públicas

A CVM colocou em audiência pública três minutas de Resoluções relacionadas às ofertas públicas de distribuição de valores mobiliários. Trata-se de mais uma etapa prevista na Agenda Regulatória CVM 2021. Segundo a autarquia, o objetivo é modernizar, harmonizar e consolidar o arcabouço regulatório hoje formado por várias normas e orientações editadas pela autarquia a partir de 2003, em especial as ICVM 400 e 476.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
fii
fidc
cri
cra
Mais Recentes
fii
cri