Jornal

Cotistas revisam para baixo proposta de taxa de administração

Conforme noticiado no TLON em 19 de junho, cotistas representando mais de 5% das cotas emitidas do FII Shopping West Plaza (WPLZ11), convocaram assembleia geral extraordinária. Na ordem do dia está a contratação de um gestor ativo e a mudança no formato de remuneração do administrador. Agora, ajustando o pedido feito anteriormente, os cotistas decidiram revisar para baixo o teto do valor a ser pago ao administrador.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Recebimento de aluguel atrasado impactará rendimentos em quase 50%

O BTG Pactual, administrador do FII Cyrela Thera Corporate (THRA11), divulgou Fato Relevante para informar que o locatário que havia inadimplido o aluguel referente a maio de 2018, com vencimento em junho de 2018, realizou, em 28 de junho, não só o pagamento do aluguel como da multa e encargos devidos.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

CRA cujo lastro terá a BR Distribuidora como devedora recebe classificação de risco final

Há aproximadamente um mês o mercado começava a se inteirar sobre uma possível emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) envolvendo a BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras, e que giraria em torno de R$ 750,0 milhões. A emissão em questão corresponde às 9ª, 10ª e 11ª séries da primeira emissão da Cibrasec e se encontra atualmente em análise por parte da CVM. Apesar disso, ontem, 27 de junho de 2018, a agência Fitch Ratings divulgou a classificação de risco final para esses CRA.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

CVM apresenta relatório de Supervisão Baseada em Risco

Semestralmente, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) publica relatório do Plano Bienal de Supervisão Baseada em Risco (SBR). A SBR é um esforço da autarquia para atuar de forma mais preventiva do que reativa, de modo que a CVM busca identificar e classificar riscos de diversas áreas do mercado, inclusive fundos estruturados, e estabelecer diretrizes para sua atuação. Em sua segunda edição no âmbito do biênio 2017-2018, referente ao semestre compreendido entre julho e dezembro de 2017, a CVM analisou, entre outros, a existência de FIDC cujos regulamentos estejam em desacordo com a regulamentação.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

CRI com remuneração atrelada ao DI predominam em 2018

A evolução recente do mercado de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) registra uma significativa mudança na composição das emissões pelo critério do tipo de remuneração. Ao passo que anteriormente predominavam operações com remuneração atrelada à Taxa Referencial (TR), de forma que não poderiam ser consideradas de mercado propriamente dito, a partir de 2017 esse cenário sofreu considerável mudança. Houve uma conquista de espaço dos títulos remunerados de forma indexada à inflação (IPCA, IGP-M etc) ou atrelada à Taxa DI.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Investidores aprovam prorrogação de prazo de vencimento de CRI

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRI divulgadas na CVM entre 18 e 22 de junho de 2018.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Com 670 FIDC, mercado registra PL de R$ 84 bilhões

O mercado de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) apresentou ligeira queda de seu Patrimônio Líquido (PL) consolidado ao final de maio, interrompendo uma sequência de altas que já durava oito meses. Embora tenha sido marginal, a queda fez o indicador voltar para o patamar de R$ 84,00 bilhões, ante os R$ 85,00 bilhões anteriores.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Cotistas de FII aprovam transação envolvendo o Internacional Guarulhos Shopping Center

Veja abaixo o resumo das atas publicadas na CVM entre 18 e 22 de junho de 2018.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Mercado de FII vive momento de forças opostas

Depois de um impressionante rally de nove trimestres de duração, até o início de abril deste ano, o IFIX, índice setorial do mercado secundário de cotas de Fundos de Investimento Imobiliário (FII), sofre relevante queda no segundo trimestre de 2018. Tendo usufruído de forte redução da curva de juros na economia brasileira ao longo de 2016 e 2017, o valorizado segmento de FII se preparava para finalmente ver seus rendimentos se majorarem, refletindo a chegada de um momento mais construtivo do ciclo imobiliário, no que diz respeito à dinâmica entre demanda e oferta no setor.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

BTG terá mais tempo para analisar reciclagem de carteira do BRCR11

O BTG Pactual publicou Fato Relevante para comunicar que terá mais 60 dias para analisar a operação de troca de ativos entre a Brookfield e o FII BTG Pactual Corporate Office Fund (BRCR11), fundo do qual é administrador. Além disso, um dos imóveis que seria adquirido pelo BRCR11 deixou de compor a operação, motivo pelo qual houve diminuição do preço a ser pago pelo lote.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Rankings
fii
fidc
cri
cra
Mais Lidos