A S&P atribuiu a classificação de risco preliminar ‘brAAA (sf)’ à 1ª série da 7ª emissão de CRA da Octante no valor de R$ 102,0 milhões. Está série classificada é um CRA sênior que faz parte de uma operação que contará também com emissões de CRA mezaninos e subordinados, que não foram classificados pela agência. Estes CRA são lastreados por uma carteira de direitos creditórios representados por CDCA e CPR-Financeiras, ambos originados por operações de venda de produtos a prazo realizadas a distribuidores e produtores rurais pela Bayer S.A. A agência elenca os seguintes mecanismos como reforços de qualidade de crédito relevantes: Subordinação de certificados, com um mínimo de 15%, sendo 5% de CRAs subordinados e 10% de CRAs mezanino; Apólice de seguro fornecida pela AIG que deverá cobrir perdas relacionadas a recebíveis inadimplidos, no limite máximo equivalente ao total de principal e juros devidos aos CRAs seniores; Opção de venda contra a Bayer S.A. se houver falha na execução das tarefas de responsabilidade do agente administrativo (Bayer S.A.). Os juros remuneratórios auferidos aos CRA sênior serão equivalentes à Taxa DI acrescida de um spread a ser definido em processo de bookbuilding. Todas as séries possuem prazo de vencimento para junho de 2018.

Mais Lidos