CRI de shopping no RJ sofre rebaixamento de classificação de risco

Quando se discute os impactos da pandemia de Covid-19 no mercado de capitais, é muito comum que um dos primeiros nichos a serem lembrados seja o de FIIs de shopping centers, diante da redução drástica dos níveis de atividade e do fluxo de clientes destes empreendimentos. No entanto, não é só o mercado de FIIs que acaba sendo impactado pelo momento difícil dos shopping centers, como demonstra um recente comunicado divulgado pela Fitch.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

CRI com risco Aliança tem classificação de risco rebaixada pela Fitch

Na última semana a agência de classificação de risco Fitch divulgou um comunicado a respeito do rebaixamento, de ‘AA’ para ‘AA-’, da nota da 26 série da 1ª emissão de CRI da Gaia. O CRI, que em março apresentava saldo devedor de R$ 543,0 milhões, é lastreado em recebíveis originados em um contrato atípico de locação cujo objeto são 14 andares de um edifício comercial de escritórios na cidade de São Paulo-SP.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Melhora no risco de crédito da BRZ Empreendimentos impacta CRI

Na última semana, duas séries de CRIs emitidos pela True tiveram suas classificações de risco elevadas. A mudança da classificação foi uma consequência direta da alteração da nota da BRZ Empreendimentos, que recentemente foi elevada de ‘A’ para ‘A+’.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Petrobras solicita alteração em contrato de locação build-to-suit; CRIs da RB SEC podem ser afetados

Na última segunda-feira, dia 19, a RB SEC divulgou Fato Relevante referente a quatro CRIs cujo lastro é formado por recebíveis imobiliários originados em contratos de aluguéis atípicos na modalidade build-to-suit. O documento explicita uma demanda por parte da Petrobras Distribuidora (BR), devedora dos CRIs, que não é comum em operações desta modalidade. Os CRIs em questão consistem nas 69ª, 93ª, 103ª e 113ª séries da 1ª emissão da RB SEC.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

RB SEC deixa RB Capital e passa a ser controlada por private equity americana

Na última sexta-feira, 9 de abril, o mercado de securitização brasileiro recebeu uma importante notícia referente a uma de suas principais securitizadoras. A RB SEC, antiga RB Capital Companhia de Securitização, divulgou mudanças em seu controle acionário, passando a se desvincular do grupo RB Capital.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Em webinar promovido pela Uqbar especialistas apontam destaques do mercado de CRI

Recentemente a Uqbar iniciou uma série de quatro artigos relatando os principais pontos discutidos nos webinars de lançamento dos Anuários Uqbar 2021, que contaram com a presença de especialistas dos mercados de FIDC, CRI, CRA e FII. O primeiro artigo desta série abordou as discussões do webinar de lançamento do anuário de FIDC e, agora, chegou a vez de revisitar as questões mais importantes do webinar de lançamento do anuário de CRI.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Compra da Pavarini amplia participação da Vórtx no mercado de agentes fiduciários de CRI e CRA

Recentemente foi noticiado que a Vórtx realizou a aquisição da Simplific Pavarini, um dos mais tradicionais prestadores de serviço de agente fiduciário no mercado de capitais brasileiro. A aquisição da Simplific Pavarini se justifica principalmente no objetivo de ganhar mercado no segmento de debêntures, mas, sem dúvidas, outra consequência importante da transação é que a Vórtx incrementará sua participação nos mercados de agentes fiduciários de CRA e CRI, que, por sua vez, se tornarão ainda mais concentrados.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Rede D’Or captará mais de R$ 1 bi com novo CRI

A Rede D’Or São Luiz (Rede D’Or) é sem dúvida uma das companhias mais tradicionais da área da saúde no Brasil, com diversos hospitais espalhados pelo país. No entanto, não é apenas no campo em que atua que a Rede D’Or é amplamente conhecida. A companhia já se tornou participante recorrente no ecossistema do mercado de securitização, mais especificamente no mercado de CRI.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

CRIs com risco Direcional são elevados para ‘AAA’

Ao fim da semana passada três CRIs emitidos pela True foram objeto de elevação de classificação de risco por parte da S&P. Os CRIs consistem nas 107ª, 175ª e 193ª séries da 1ª emissão da securitizadora e a classificação de risco migrou de ‘AA+’ para ‘AAA’ em todos os casos.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

BC liquida Companhia Hipotecária Brasileira, cedente de diversos CRI

O presidente do Banco Central do Brasil (BC), Roberto Campos Neto, decretou na última quinta-feira, 11 de março, a liquidação extrajudicial da Companhia Hipotecária Brasileira (CHB). A instituição era um prolífico participante do mercado de securitização imobiliária. Contudo, como sua atuação se limitava a ser cedente de recebíveis imobiliários, eventuais riscos decorrentes desse evento são mitigados.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
Mais Recentes
fii
cri