Responsável por metade do mercado primário até agora, RB Capital lidera ranking de 2019

Somente durante o mês de março, cinco securitizadoras realizaram suas primeiras emissões de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) de 2019. Isso elevou para onze o número total de participantes do ranking Uqbar de securitizadoras imobiliárias para este ano. Apesar do aumento de disputantes à coroa, o lugar mais alto do pódio permaneceu, por mais um mês, nas mãos da RB Capital.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Mercado primário de CRI tem o melhor 1º tri desde 2015

O primeiro trimestre do ano é um período relativamente fraco de emissões de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI). Mas essa afirmação parece ter perdido força em 2019. Nesse ano, o desempenho do mercado primário de CRI nos primeiros três meses superou o do mesmo período de 2018 e se fixou como o melhor primeiro trimestre dos últimos quatro anos.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

CRI da Gaia tem resgate antecipado aprovado

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRI divulgadas na CVM entre 25 e 29 de março de 2019.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Recém-registrada, securitizadora Casa de Pedra assume CRI da Fortesec

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRI divulgadas na CVM entre 18 e 22 de março de 2019.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Investidores de CRI optam por não declarar vencimento antecipado

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRI divulgadas na CVM entre 11 e 15 de março de 2019.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Investidores de CRI liberam recursos para devedora quitar despesas pré-operacionais

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRI divulgadas na CVM entre 04 e 08 de março de 2019.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

CRI da Novasec é classificado em ‘A-’

Na última sexta-feira, dia 01 de março de 2019, a agência Fitch atribuiu a classificação de risco ‘A-’ à 31ª série da emissão de Certificado de Recebível Imobiliário (CRI) da Novasec, em montante de R$ 110,0 milhões. O lastro do CRI consiste em uma Cédula de Crédito Imobiliário (CCI) referente aos pagamentos da Cédula de Crédito Bancário (CCB) emitida pela RNI Negócios Imobiliários. Os CRI terão prazo de dez anos e remuneração equivalente à Taxa DI acrescida de 1,7% ao ano.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Lançamento Exclusivo! Anuário Uqbar: Certificados de Recebíveis Imobiliários – Edição 2019

A Uqbar lança hoje o Anuário Uqbar 2019 dedicado aos Certificados de Recebíveis Imobiliários para os assinantes TLON.

Seguindo o sucesso da edição anterior, lançamos mais um Anuário Uqbar dedicado exclusivamente ao mercado de CRI. Este Anuário Uqbar CRI 2019 traz o retrato do mercado deste título em 2018, juntamente com uma análise sobre qual caminho e quais desvios vamos trilhando. Como no ano passado, esta publicação será seguida de três outras dedicadas aos demais segmentos do mercado de Finanças Estruturadas, compondo em conjunto a edição 2019 dos Anuários Uqbar.

No capítulo Dados os Infográficos ilustram os destaques de desempenho no mercado de CRI em 2018. Além da análise textual de mercado, que precede o capítulo Dados, este Anuário, como de praxe, apresenta os conhecidos Rankings Uqbar dos participantes e operações do segmento. Fechando, o capítulo Regulamentação e Legislação é de autoria do escritório Koury Lopes Advogados.

Número de cedentes em operações de CRI decresce em 2018

Uma das consequências da retração de 9,8% do número de operações de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) emitidas em 2018, frente a 2017, parece ter sido uma retração também no número de cedentes distintos envolvidos nestas operações. Foram 138 os cedentes distintos no ano passado, 9,2% a menos do que o observado em 2017. Destes 138, quase a integralidade, 137, são pessoas jurídicas. Em 2017, comparativamente, todos os 152 cedentes haviam sido pessoas jurídicas.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

CRI de R$ 300,0 milhões são classificados pela Fitch

Na semana passada a agência Fitch atribuiu classificação de risco para mais uma emissão de Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) que tem a Rede D’Or São Luiz (Rede D’Or) como devedora. Mais precisamente, trata-se das 208ª e 209ª séries de CRI da RB Capital Companhia de Securitização, que receberam, em caráter preliminar, um ‘AAA’. O montante avaliado foi de R$ 300,0 milhões, referente às duas séries de forma conjunta.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Rankings
Mais Lidos