Emissões de CRA já superam R$ 11 bi em 2017; investidor pessoa física aumenta participação

Ao longo dos dez primeiros meses do ano de 2017 o mercado primário de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) manteve tendência de crescimento, mesmo em relação ao ano anterior, que coroou período multianual de forte expansão. Entre janeiro e outubro de 2017 o volume de emissões de CRA atingiu R$ 11,04 bilhões, referentes a mais de 43 operações realizadas. Intensificando tendência registrada nos últimos anos, o investidor pessoa física aumentou ainda mais sua participação em 2017, levando 80,2% das emissões até agora no ano.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Seguro de crédito, lastro pulverizado e a expansão do mercado de CRA

O volume do mercado primário de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) vem se expandindo fortemente nos últimos anos. No âmbito deste crescimento, mesmo que representando fatia minoritária dos títulos emitidos, as operações de CRA de lastro pulverizado têm dado sua contribuição, tendo, inclusive, alargado sua parcela em 2017 de 9% para 13% do total. Se caracterizando como as operações que trazem maior complexidade estrutural e que financiam um grande número de produtores rurais, as emissões da CRA de lastro pulverizado são parte essencial do desenvolvimento do mercado de securitização voltado para o agronegócio.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

A tecnologia de securitização e os CRAbêntures

O mercado de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) continua em seu ritmo forte de crescimento, medido por seu volume anual de emissões. Em 2017, apenas até setembro, já são aproximadamente R$ 9,00 bilhões as emissões. Há cinco anos, em 2012, o volume anual de emissões deste título não superava R$ 300,0 milhões. Tal ritmo de expansão tem projetado o segmento de CRA a um suposto papel de protagonismo no mercado de capitais, resultando inclusive em criação de norma específica do setor, a qual se encontra atualmente em via de ser editada pela Comissão de Valores Mobiliários. 

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings de Agentes Fiduciários de CRA em 2017 são liderados com folga pela Vórtx

Durante os nove meses já decorridos de 2017 se computou a atuação de cinco agentes fiduciários no âmbito do mercado primário de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA). O mercado de agentes fiduciários em 2017 apresenta mudanças significativas em quando comparado aos anos anteriores. SLW Corretora e Planner Corretora, participantes já tradicionais deste mercado e ocupantes das primeiras colocações dos rankings de agentes fiduciários de CRA em 2016, reduziram suas participações de mercado de maneira expressiva. Por outro lado, a Vórtx DTVM que ingressou no mercado de CRA em meados do ano passado, já lidera os rankings do TLON de agentes fiduciários para o ano de 2017, tanto em montante emitido quanto número de operações, por larga vantagem.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Emissões de CRA já superam R$ 7 bi; montante referente a lastro pulverizado se expande

Ao longo do ano de 2017 o volume de emissões de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) continua em ritmo recorde. Entre janeiro e agosto de 2017 o mercado primário deste título já atingiu R$ 7,70 bilhões, referentes a 32 operações realizadas, já superando o montante total emitido ao longo de todo o ano de 2015. O alto volume de emissões de CRA este ano se fundamenta no crescimento das operações de lastro corporativo, tal qual ocorrido nos últimos anos. Por outro lado, o volume de operações com lastro pulverizado também vem se expandindo de forma relevante, mesmo que ainda em menor escala, e indica aumento de participação no montante total emitido.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Após inadimplências, titulares de CRA discutem novos fluxos de pagamentos

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRA divulgadas na CVM entre 16 de janeiro e 04 de agosto de 2017.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Emissões de CRA aumentam em 2017, mas volume de títulos de longo prazo diminui

Findo o sétimo mês de 2017, o mercado primário de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) apresenta considerável crescimento no acumulado do ano. O montante acumulado de emissões esse ano supera em mais de 10,0% o total realizado nos sete primeiros meses de 2016. Quanto ao formato de remuneração dos CRA, mantem-se a predominância, tal qual observado nos últimos anos, de operações atreladas à taxa de Depósitos Interfinanceiros (DI). Mesmo assim, observou-se também um aumento no volume de emissões indexadas ao IPCA. Já em relação ao prazo das operações, destaca-se a redução no volume de emissões com prazo de vencimento superior a seis anos.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Regime informacional proposto por audiência pública de CRA ainda é insatisfatório

Encerrou-se o prazo, no último dia 14 de julho, para a submissão de sugestões e comentários por parte daqueles interessados em participar da audiência pública referente à proposta da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) de Instrução sobre o regime dos Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) objeto de oferta pública de distribuição. Como de praxe quando se trata do mercado de securitização, a Uqbar participou desta audiência pública, e disponibiliza abaixo a apreciação sobre a matéria.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

EcoSec lidera de forma isolada os rankings de CRA do primeiro semestre de 2017

Ao fim do primeiro semestre de 2017, o mercado primário de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) se encontra muito próximo de ultrapassar a marca dos R$ 6,00 bilhões em emissões. Mais precisamente, nos seis primeiros meses do ano foi observado um montante emitido de R$ 5,93 bilhões, marca alcançada através de 21 operações realizadas no mercado. No mesmo período de 2016 o montante emitido marcava um valor bem próximo do deste ano, R$ 5,48 bilhões, mas proveniente de 15 operações. Com isso, tanto em termos de montante emitido quanto em termos de número de operações realizadas houve crescimento, de 8,2% e de 40,0%, respectivamente. Em junho deste ano foram realizadas quatro operações, totalizando R$ 396,6 milhões.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Emissões de CRA já superam 4 bilhões em 2017; CRA corporativo domina mercado

Em 2017, até o dia 20 de maio, o volume de emissões do mercado primário de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) já alcança R$ 4,18 bilhões. Esta marca supera em 15% o volume emitido no mesmo período em 2016, ano em que se estabeleceu novo recorde anual por larga margem (177%). Tal qual vem ocorrendo em anos recentes, o crescimento e a grande preponderância das emissões se referem a CRA de lastro corporativo, em oposição aos CRA de lastro pulverizado. Em 2017, até agora, quase 100% das emissões ocorridas são de CRA corporativos.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Páginas de Participantes
Mais Lidos