Jornal

FIDC de Recebíveis Comerciais perdem participação no PL consolidado

Recentemente foi publicado aqui no TLON um artigo abordado o patamar alcançado pelo PL consolidado da indústria de FIDC no último mês de setembro, trazendo ainda uma análise por meio da segmentação entre FIDC Não Padronizados e aqueles que não se enquadram nessa categoria. Agora, é hora de alternar o foco para atentar focar para as categorias de ativo-lastro dos fundos que compõem a indústria.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Elevada a classificação de risco de CRI devido por empresas do Grupo Mateus

A Fitch divulgou na última terça-feira um comunicado informando sobre a recente elevação, de 'A' para 'AA', da classificação de risco da 212ª série da 1ª emissão de CRI da True. Os créditos imobiliários que formam o lastro do CRI são representados por cinco CCI emitidas pela empresa Tocantins e são originados em contratos de locação cuja empresa figura como locadora.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Indústria de FIDC volta a ultrapassar marca de R$ 165 bi em PL

O ano de 2020 já adentrou em seu último trimestre e com isso já é possível ter uma significativa noção da fotografia da evolução dimensional da indústria de FIDC. Através deste exercício, se evidencia que ao final do último mês de setembro o mercado do principal veículo de securitização do Brasil alcançou um PL consolidado de R$ 165,78 bilhões. A cifra foi construída por meio de um conjunto de 984 fundos em operação.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Puxado por maior emissão da história, segmento de atividades pecuárias domina mercado de CRA no ano

Em 2020 o mercado de CRA supera os R$ 9,00 bilhões em emissões e, assim como foi no ano passado, observa-se considerável diversidade em relação aos segmentos do agronegócio que têm se financiado com este título. A cada ano os CRA têm se consolidado como meios de financiamento de variados setores do agronegócio, o que também sinaliza o grande potencial de crescimento futuro desse mercado. Dentre os segmentos do agronegócio aos quais os lastros dos CRA estão associados, Atividades Pecuárias é o segmento de grande destaque no ano.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Revisão de contrato de locação impacta receita de FII

Recentemente, foi divulgado ao mercado que o FII CEO Cyrela Commercial Properties (CEOC11) terá de enfrentar impactos negativos em sua receita. Isso surge como consequência de uma modificação nos termos do contrato de locação firmado com a TIM Celular (TIM), locatária de um imóvel do fundo.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

CRA de R$ 200 mi da ISEC recebe classificação de risco

No último dia 13 de outubro a S&P divulgou um comunicado informando que avaliou de maneira preliminar a 17ª emissão de CRA da ISEC Securitizadora. O CRA, que possuiria montante de R$ 200,0 milhões, recebeu da agência a classificação de risco 'AA'. 

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Ofertas de FII se aproximam de recorde anual

Ao longo do ano de 2020, tanto o número de ofertas quanto o montante ofertado em cotas FII, segundo os ritos da ICVM 400, estão bem próximos de atingirem seus maiores níveis em base anual na história. Trata-se de um componente do mercado de FII que permanece chamando a atenção positivamente mesmo em meio à crise provocada pela Covid-19. Pela perspectiva setorial, as ofertas de FII de Imóvel, aqueles que investem preponderantemente seus recursos de forma direta em imóveis, vêm dominando o mercado este ano, com quase 50,0% do total ofertado sendo deste tipo de fundo.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

VISC11 aumentará exposição no RibeirãoShopping

O FII Vinci Shopping Centers (VISC11) está prestes a realizar uma nova aquisição e incrementar sua carteira. As informações sobre a nova aquisição foram trazidas em Fato Relevante divulgado hoje pela Vinci e pela BRL Trust, respectivamente gestora e administradora do fundo.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

FIDC de energia sustentável colhe os frutos da diversificação de sua carteira

Nos últimos tempos, muito tem se falado sobre a necessidade de aprimorar as cadeias produtivas da economia mundial com o incremento de novos pilares, principalmente levando-se em consideração aspectos socioambientais. No mercado de securitização o tema ganha cada vez mais relevância, ainda mais agora em que os CRA verdes já são uma realidade. Porém, é possível observar operações que foram estruturadas com esses princípios já há alguns anos, como é o caso do FIDC Vinci Energia Sustentável.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Interação entre o mercado de securitização e o mercado de seguros é um caminho natural

Durante esta semana foram publicados aqui no TLON artigos que pretendiam recordar, ao menos que em partes, o conteúdo presente nos inúmeros debates que se sucederam no Uqbar Day. De forma a finalizar esta série de textos e tornar o exercício mais completo, chegou a hora de abordar tanto os temas discutidos com a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), no Café Uqbariano e na Sessão Uqbar, quanto os temas discutidos nas sessões organizadas por alguns dos facilitadores do evento, ainda não abarcados até então.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Rankings
fii
fidc
cri
cra
Mais Recentes