Jornal

A evolução recente dos FIDC NP de Recuperação Judicial

Dando sequência à série iniciada com o artigo A diversidade de possibilidades no segmento de FIDC NP, a Uqbar apresenta neste artigo as características principais dos Fundos de Investimento em Direitos Creditórios Não Padronizados (FIDC NP) de Recuperação Judicial, a categoria de maior representatividade no segmento NP, equivalente a 37% do total de fundos e a 23% do Patrimônio Líquido consolidado. Caso o leitor tenha interesse em se aprofundar sobre o tema, em 16 de agosto a Uqbar realizará o Workshop FIDC NP, em São Paulo, no qual o tema FIDC NP será abordado de forma completa e didática, em um contexto de intensa participação por parte dos inscritos.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

CVM coloca em audiência pública minuta para alterações em diversas instruções

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) colocou em audiência pública, em 24 de julho, a minuta de instrução que propõe alterações nas Instruções CVM (ICVM) 356, 472, 476, 521, 555 e 578. Segundo a autarquia o objetivo da mudança é aprimorar questões que envolvem a oferta de valores mobiliários, por meio de ofertas públicas com esforços restritos, direcionadas a fundos com participação relevante de Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS).

As mudanças propostas na minuta estão divididas em três grupos: (i) alteração nas instruções que tratam de fundos de investimento para limitar a aquisição de valores mobiliários em certas situações; (ii) alteração da instrução sobre ofertas com esforços restritos limitando as distribuições de CRI e CRA àqueles emitidos por companhias securitizadoras registradas na CVM como companhias abertas; e (iii) alteração na instrução que trata de fundo de investimento e na instrução que trata da atividade de classificação de risco de crédito para incluir novas hipóteses de infração grave.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Listagem do FII Starx na B3 é aprovada por cotistas em assembleia

Veja abaixo o resumo das atas publicadas na CVM entre 16 e 20 de julho de 2018.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Cotas do FIDC Multissetorial Invest Dunas LP são novamente rebaixadas

A agência Austin voltou a rebaixar as classificações de risco das cotas sênior e das cotas mezanino do Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) Multissetorial Invest Dunas LP. O fundo, que há menos de um ano era um dos vinte maiores do segmento Multicedente/Multissacado, desde o final de 2017 vem sofrendo com a deterioração da qualidade de sua carteira restante de direitos creditórios, com impacto expressivo sobre o desempenho de suas cotas. Trata-se do terceiro rebaixamento das cotas deste fundo nos últimos seis meses.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

HGCR11 encerra emissão de R$ 163 milhões e mais do que dobra

Ontem, 19 de julho de 2018, foi divulgado na CVM anúncio da CSHG sobre o encerramento da distribuição pública de cotas de emissão do FII CSHG Recebíveis Imobiliários (HGCR11). Segundo a CSHG, administradora do fundo, a oferta, que corresponde à terceira emissão do fundo, gerou integralização de montante total de R$ 163,8 milhões. Encerrada ontem, a oferta havia sido autorizada pela assembleia geral de cotistas realizada em 09 de outubro de 2017. A coordenadora líder foi a própria administradora.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Fitch atribui AAA’ a CRI lastreado em debêntures emitidas pela Rede D’Or

A agência Fitch Ratings divulgou na última terça feira, 17 de julho de 2018, relatório informando sobre a atribuição definitiva da classificação de risco ‘AAA’ à 184ª série da 1ª emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) da securitizadora RB Capital Companhia de Securitização, em montante de R$ 300,0 milhões. A ação da Fitch dá continuidade à classificação preliminar concedida ao CRI em 04 de junho de 2018, ocasião em que já havia sido atribuído um ‘AAA’.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Investidores de CRI da Cibrasec decidem pela não ocorrência de vencimento antecipado

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRI divulgadas na CVM entre 09 e 13 de julho de 2018.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

CVM suspende negociações do MFII11 por atuação irregular

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) determinou hoje, 18 de julho, a suspensão imediata, em todos os ambientes de negociação, de operações que envolvam cotas do FII Mérito Desenvolvimento Imobiliário I (MFII11), administrado pela Planner Corretora. Segundo a autarquia houve a identificação de que o “fundo vem atuando de forma irregular no mercado de capitais e a sua atuação se assemelha a de pirâmide financeira com indícios de fraude”. Por sua vez, conforme Comunicado ao Mercado posterior à divulgação da deliberação pela CVM, gestora e administradora do fundo se disseram surpreendidas.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

A diversidade de possibilidades no segmento de FIDC NP

A possibilidade de adquirir créditos de empresas em recuperação judicial ou extrajudicial, créditos vencidos, precatórios, créditos em discussão judicial, direitos de existência futura e montante desconhecido, e outros tipos de direitos creditórios não regulares, faz com que os Fundos de Investimento em Direitos Creditórios Não Padronizados (FIDC NP) preencham um espaço importante no mercado de FIDC e na economia brasileira, promovendo liquidez para ativos ilíquidos e alternativas de captação e investimentos de recursos. Atualmente, o mercado de FIDC NP representa 41,3% do Patrimônio Líquido (PL) total do mercado de FIDC.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Inter assume administração do FII Cidade

Já não é mais novidade que há em curso um relevante crescimento de empresas focadas na prestação de serviços financeiros através do uso de tecnologia, as chamadas fintechs. O mercado de finanças estruturadas não foge a essa regra, pois são várias as formas como as fintechs podem se envolver nas estruturas de suas operações. Nesta semana, evidenciou-se essa aproximação no mercado de Fundo de Investimento Imobiliário (FII), mais precisamente no contexto do FII Cidade.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Rankings
fii
fidc
cri
cra
Mais Lidos