Jornal

3 em 1: novo FIDC une P2P Lending, fintech as a service e delivery

 Entrou em operação, durante o mês de junho, o FIDC FLA-Mova I. Embora o montante emitido inicialmente seja modesto (R$ 10,0 milhões), o fundo se destaca por articular diversos participantes com o objetivo de conceder crédito aos estabelecimentos comerciais cadastrados na plataforma iFood.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Euler Hermes prestará seguro em operação pulverizada da Vert de mais de R$ 300 milhões

Apesar do mercado de CRAs ter sido criado para proporcionar acesso ao crédito aos pequenos e médios produtores rurais, são as operações com risco de crédito concentrado que prevalecem, muitas vezes lastreadas em debêntures de grandes companhias do agronegócio. Desta forma, sempre que uma nova operação de lastro pulverizado vem a mercado, há de se fazer um destaque. E, neste sentido, vale a pena conhecer a nova operação da Vert.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Primeiro FIAGRO do mercado emitirá R$ 500,0 milhões em cotas

Muito tem se especulado a respeito dos Fundo de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais (FIAGROs). Neste sentido, a nova modalidade de fundo de investimento do mercado de capitais foi objeto de uma resolução da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que definiu, provisoriamente, as bases regulamentares para que tais fundos possam ser registrados. Agora, começam a ocorrer os desdobramentos dessa ação, com o primeiro FIAGRO tendo sido registrado já nesta semana.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Quais são as cotas de maior liquidez do mercado secundário de FIDCs? A Uqbar traz a resposta

A Uqbar promoveu, recentemente, uma análise a respeito das cotas mais líquidas do mercado secundário de FIIs em 2021. Agora, a mesma análise será realizada para o mercado secundário de cotas de FIDCs no ano, considerando os dados mais recentes disponíveis no mercado de balcão da B3.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Estudo da CVM propõe ampliação do acesso de investidores aos títulos de securitização

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) divulgou estudo realizado pela Assessoria de Análise Econômica e Gestão de Riscos (ASA) que se debruça sobre os potenciais benefícios que algumas flexibilizações normativas podem trazer para o mercado de capitais brasileiro, inclusive a securitização, com base em uma pesquisa com investidores. O estudo ressalta o ritmo de crescimento do número de investidores em valores mobiliários, o apetite por maiores retornos e o espaço para diversificação.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Emissões de CRA se aproximam de R$ 10 bilhões e spread médio dos CRAs IPCA supera os 5%

O mercado de CRAs vem alcançando níveis históricos este ano com R$ 9,89 bilhões em títulos emitidos até aqui. Tal qual aconteceu em 2020, a grande maioria dos títulos emitidos está atrelada ao IPCA. Tal indexador ganhou espaço nos últimos anos, conforme já abordamos anteriormente no TLON. Desta forma, vale entender também qual tem sido o spread adicional médio destes títulos, aprofundando um pouco mais a análise sobre o comportamento deste setor ao longo da história recente deste mercado.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

FIDC Credz emitirá mais de R$ 300,0 milhões em cotas

Uma característica marcante do mercado de FIDCs, constantemente destacada pela Uqbar, é a vasta gama de tipos de direitos creditórios que são adquiridos pelos fundos. Um dos nichos mais tradicionais é o de FIDCs de cartão de crédito, justamente por serem diversos os fluxos financeiros existentes dentro de um arranjo de pagamento. E um desses fundos está em evidência: o FIDC Credz.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Marca de R$ 1,00 bilhão em negociações foi alcançada por cinco FIIs em 2021

A Uqbar realizou, recentemente, uma atualização sobre o nível de aquecimento do mercado secundário de cotas de FIIs negociadas na B3 em 2021. A boa notícia é que houve novo recorde para o indicador mensal de número de negócios. Após entender o comportamento consolidado do mercado secundário, vale a pena realizar uma análise individual de cada fundo. Por isso, mais uma vez trazemos os FIIs mais líquidos de 2021, considerando agora a amostra do mês de junho.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Com os FIAGRO-Direitos Creditórios, como ficam agora os FIDCs do Agro?

Com a recém editada Resolução CVM 39, da Comissão de Valores Mobiliários, os Fundos de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais (FIAGROs) passaram a se tornar, ainda que provisoriamente, segmentos dos mercados de FIDCs, de Fundos de Investimentos Imobiliários (FIIs) e dos Fundos de Investimentos em Participações (FIPs). Porém, especialmente no caso do mercado de FIDCs, já existiam 29 fundos operacionais que poderiam se enquadrar nesse novo segmento.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

CVM dá primeiro passo para regular Fiagro

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) editou ontem, 13 de julho, a Resolução CVM  39. Reforçando seu caráter provisório e experimental, o documento normatiza o registro dos Fundos de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais (Fiagro), que foram criados pela Lei 14.130/21, utilizando o mesmo arcabouço jurídico criado pela Lei 8.668/93, que instituiu os Fundos de Investimentos Imobiliários (FIIs). 

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Rankings
fii
fidc
cri
cra
Mais Recentes
fii
cri