Jornal

Fundo Imobiliário RBR Properties adquire imóvel por mais de R$ 400 milhões

A BRL Trust divulgou, no começo da semana, fato relevante com atualizações a respeito da aquisição de um novo ativo para a carteira do FII RBR Properties (RBRP11), fundo para o qual presta o serviço de administração fiduciária. O total pago na transação é da ordem de R$ 420,0 milhões.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Quase R$ 600 mi serão emitidos em cotas de FIDC de crédito consignado

Uma das principais características do mercado de FIDCs é a vasta gama de tipos de direitos creditórios que são adquiridos pelos fundos. Nos últimos tempos, um segmento que tem apresentado crescimento é o de FIDCs de Crédito Pessoal, composto por muitos fundos com carteiras de crédito consignado. Um exemplo de fundo deste segmento é o FIDC RB Capital Alpha Strategy I, cujo processo de emissão de cotas pode alcançar um valor global próximo de R$ 600,0 milhões.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Precedente perigoso pode ter sido aberto no mercado de CRIs

O mercado foi surpreendido, recentemente, por um Fato Relevante divulgado pela RB SEC, que trazia a informação de que a BR Distribuidora havia solicitado a redução do valor do contrato de locação atípico que dá lastro a quatro séries de CRIs de emissão da securitizadora, por meio de uma alteração na remuneração dos títulos. Mas não apenas os CRIs da RB SEC podem ser impactados. A revista Veja veiculou uma matéria a respeito da situação, abordando também um outro CRI lastreado no mesmo contrato de locação atípico, sem citar de qual securitizadora seria este papel.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

CRAs que somam R$ 1 bi são avaliados em ‘AA+’

A agência de classificação de risco Fitch atribuiu, em caráter preliminar, a nota ‘AA+’ às 1ª e 2ª séries da 16ª emissão de CRAs da RB SEC. A emissão dos papéis pode alcançar o expressivo valor global de R$ 1,00 bilhão.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Tokenização de ativos: uma nova forma de ingresso no mercado de capitais?

A palavra de origem inglesa token pode significar, em português, símbolo, ícone ou mesmo sinal, entre outros. Aplicado à tecnologia, tokens são unidades de representação de um ativo, conceito bastante vago, já que o token pode representar qualquer coisa que se deseja negociar: participação na empresa, fração de contrato, fração de um imóvel, a propriedade de uma obra de arte e tudo o mais que a criatividade possibilitar.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Spread médio dos CRIs IPCA supera 6,0% em 2021

Tem se observado que a maior parcela do montante emitido em CRIs consolidado no ano está atrelada ao IPCA. Tal indexador ganhou espaço nos últimos três anos, mas se consolidou ainda mais em 2021. Já abordamos o assunto recentemente em um artigo publicado no portal Tlon. Por isso, vale entender ainda qual tem sido o spread adicional médio destes títulos, aprofundando um pouco mais a análise sobre o comportamento deste setor ao longo da história do mercado.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Preparem o bolso! Ministério da Economia propõe taxar rendimentos de FIIs. Incentivos para CRIs e CRAs se mantêm

O Ministério da Economia entregou ao Congresso, na última sexta-feira (25), a proposta de reforma tributária relativa ao imposto de renda para pessoas físicas, empresas e investimentos financeiros. A proposta prevê mudanças na tributação dos rendimentos distribuídos por FIIs e no lucro auferido com a alienação de cotas, mas mantém o incentivo concedido aos CRIs, CRAs, LCIs e LCAs.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Dois FIIs Não-Listados têm patrimônio superior a R$ 3 bilhões

Os FIIs com cotas listadas para negociação na B3 são bastante conhecidos pelo público. Prova disso é a evolução do número de investidores, que quase duplicou desde dezembro de 2019, atingindo mais de 1,30 milhões em maio de 2021. Porém, há todo um outro conjunto de FIIs cujas cotas não estão listadas na B3.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

S&P vê piora na qualidade de crédito de devedor e classificação de risco de CRIs é rebaixada

A S&P rebaixou a classificação de risco de duas emissões de CRIs, de diferentes securitizadoras, mas com a mesma devedora de recebíveis: a 175ª série, da 4ª emissão da Virgo foi rebaixada de ‘AA-’ preliminar para ‘A’ preliminar, enquanto a 344ª série, da 1ª emissão da True migrou de ‘AA-’ para ‘A’.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

CRIs atrelados ao IPCA representam mais de 80% das emissões em 2021

A Uqbar realizou, recentemente, uma análise sobre as dimensões do mercado primário de CRIs, que apresentou montante consolidado superior a R$ 10,00 bilhões, de janeiro até maio de 2021. Sempre é interessante entender esse dado de maneira mais profunda, e, neste artigo, a proposta é segmentar a cifra de emissões consolidada de acordo com os diferentes tipos de indexadores utilizados para a remuneração dos CRIs.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
fii
fidc
cri
cra
Mais Recentes
fii