Jornal

Cotistas do FII SDI Logística Rio aprovam contratação de gestor

Veja abaixo o resumo das atas publicadas na CVM entre 09 e 13 de abril de 2018.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Com operação de R$ 600,0 milhões adiada, mercado de CRA segue minguado no início de 2018

Notoriamente o mercado de Certificados de Recebíveis do Agronegócios (CRA) tem apresentado taxas altas de crescimento nos últimos anos. Tal segmento saltou de um cenário com pouco mais de 20 operações e R$ 2 bilhões emitidos em 2014, para quase 60 operações e mais de R$ 13 bilhões emitidos em 2017. No entanto, ao longo do início do ano de 2018, nota-se estacionamento na expansão deste mercado, com forte redução de volume e número de operações realizadas quando comparado a anos anteriores recentes, e ainda um baixo número de ofertas públicas registradas. Recente postergação de início de uma oferta de mais de R$ 600 milhões envolvendo debentures emitidas pela M. Dias Branco piora este quadro, resultando num provável primeiro quadrimestre do ano com menor volume emitido desde 2015.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Emissão de CRI sênior, por ora, deu para trás

Atualmente o Brasil atravessa um período de recuperação econômica, avançando no sentido de diminuição de larga capacidade ociosa. Foram enormes os prejuízos causados pela recente recessão econômica. No entanto, continua possível observar relevante incerteza no comportamento de agentes econômicos, incluindo obviamente aqueles que atuam no mercado de capitais. No mercado de ações, por exemplo, o pipeline de ofertas não é pequeno e mesmo assim elas andam devagar, algumas inclusive se tornando desistentes no horizonte de curto prazo.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Investidores optam por não declarar vencimento antecipado de CRI com nota rebaixada para ‘C’

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRI divulgadas na CVM entre 02 e 06 de abril de 2018.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Cotistas agora substituem o administrador dos FIDC Incentivo

As assembleias de cotistas dos FIDC Incentivo I e II já serviram de palco para o curioso caso do cotista que não esteve presente na reunião que ele mesmo convocou, e, há pouco mais de um ano, acusações direcionadas pelo administrador ao gestor do fundo (Incentivo Investimentos), que culminou com a destituição do último. Mais recentemente, em 28 de março, reunidos novamente, as EFPC e RPPS que compõem o rol de cotistas dos fundos deliberaram pela substituição da Gradual da posição de administrador, custodiante e gestor, dando sequência ao desenrolar de fatos envolvendo estes dois FIDC.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Emissão do FII Opportunity que pode chegar a R$ 150,0 milhões é aprovada por cotistas

Veja abaixo o resumo das atas publicadas na CVM entre 02 e 06 de abril de 2018.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Venda de imóveis para FII ocasiona resgate de CRI

Na altura de 20 de março de 2018, o FII CSHG Logística (HGLG11) anunciou que estava comprando dois imóveis: um localizado em Monte Mor-SP e outro no Rio de Janeiro-RJ, somando valor de R$ 128,2 milhões. Mas os contratos de locação de ambos os imóveis haviam sido cedidos pelos antigos proprietários para servir de lastro para dois CRI, que agora serão resgatados.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Mais um recorde de volume no secundário de FII; GGRC11 avança

Em março o mercado secundário de cotas de Fundos de Investimento Imobiliário (FII) voltou a registrar forte movimentação e, pelo segundo mês seguido, observou quebra de recorde em montante negociado, alcançando R$ 1,01 bilhão. O número de negócios, por sua vez, representou a quarta maior marca histórica, 242.032. No âmbito individual, merece destaque o montante negociado em cotas do FII GGR Covepi Renda (GGRC11), R$ 72,4 milhões, segunda maior marca no mês entre todos os FII do mercado.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Inadimplência do Grupo Sá Cavalcante atinge dois CRI da Cibrasec

A Sá Cavalcante Participações, devedora dos contratos de financiamento que servem de lastro a dois CRI distintos, ambos emitidos pela Cibrasec, deixou de efetuar os pagamentos de parcelas que estavam previstos para ocorrer no final de março de 2018. Com isso, o pagamento da parcela de juros e amortização dos CRI não foi realizado no prazo e forma estabelecidos por seus titulares, em assembleia realizada em fevereiro, já após episódio de inadimplência anterior.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Titulares de CRI da Brazilian Securities decidem pelo não vencimento antecipado

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRI divulgadas na CVM entre 26 e 29 de março de 2018.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
fii
fidc
cri
cra
Mais Lidos