Jornal

FIDC de créditos vencidos já somam quase R$ 15 bi

Nos últimos anos os Fundos de Investimento em Direitos Creditórios Não Padronizados (FIDC NP) dedicados à gestão de carteiras de créditos vencidos têm ganhado cada vez mais volume e já ocupam fatia considerável no setor, tal qual o que ocorre com outros grupos de fundos do segmento. Entre dezembro de 2018 e outubro último este tipo de FIDC NP cresceu 34% em termos de PL, maior taxa dentre os diferentes grupos de FIDC NP. Em paralelo, houve aumento de 11% no número de fundos deste tipo, resultando assim em recorde histórico para os dois indicadores. Este conjunto de fundos são aqueles que investem em direitos creditórios “que estejam vencidos e pendentes de pagamento quando de sua cessão para o fundo” e que devem ser classificados como NP, de acordo com a Instrução CVM nº 444 que rege os FIDC NP.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Sócios da Supernova e da Aurora Capital são presos em operação do Ministério Público

Apesar de incomum, a publicação de um Fato Relevante no último domingo à noite trouxe notícias importantes para o FII GGR Covepi Renda (GGRC11), o FII Supernova Recebíveis Imobiliários (SNCR11) e para um FIDC. O administrador dos FII, CM Capital, informou que alguns dos sócios da gestora, Supernova Capital, estão envolvidos em investigação que corre em segredo de justiça. Em decorrência desta investigação, acrescenta a CM Capital, foram expedidos mandados de prisão.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Fundos de Ações Judiciais e Precatórios seguem como maioria entre os FIDC NP

O Patrimônio Líquido (PL) do conjunto dos Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) do segmento Não Padronizado (NP) chegou ao seu maior nível histórico ao final do último mês de outubro e totaliza agora quase R$ 65 bilhões, próximo de metade do total da indústria de FIDC. O crescimento observado no segmento NP tem sido fortemente impactado ao longo do ano pela classe de ativo Ações Judiciais e Precatórios, que corresponde à maior fatia do PL do segmento, bem como à segunda maior em termos do número de fundos operacionais. Este grupo de fundos tem se destacado na história recente desta indústria e no ano já se expandiu mais de 20% em termos de PL.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Transformação digital deve revolucionar mercado de securitização

Já existem três registradoras autorizadas pelo Banco Central a operar no país. E há a promessa de que outras ainda venham a operar no setor. Por si só, a ascensão desses prestadores de serviço, que estão perfeitamente conectadas à transformação digital, promove aumento da eficiência, mas combinada com as vindouras alterações normativas deve promover uma revolução no mercado de securitização, em especial no de FIDC.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Diante de “insuficiência de lastro”, investidores de CRI solicitam informações adicionais

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRI divulgadas na CVM entre 11 e 15 de novembro de 2019.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Aprovada a troca de administrador no FII Cedro Properties

Veja abaixo o resumo das atas publicadas na CVM entre 11 e 15 de novembro de 2019.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Alcançando R$ 20 bi em 2019, ofertas de FII seguem quebrando recordes

O mercado de FII vem quebrando recordes variados de expansão ao longo deste ano, e em termos de ofertas públicas de cotas não tem sido diferente. Tanto o número de ofertas, quanto o montante ofertado em cotas destes fundos, segundo os ritos da Instrução nº 400 (ICVM 400), já atingiram em seus maiores níveis em base anual na história. Por sua vez, o número de investidores de cotas de FII mais que quadruplicou nos últimos dois anos, em movimento paralelo à expansão dos mercados primário e secundário destes títulos, como atesta o aumento nas negociações de cotas no mercado. Pela perspectiva setorial, as ofertas de FII de Renda Fixa, aqueles que investem preponderantemente em CRI e LCI, vêm dominando o mercado este ano, com quase 40% do total ofertado sendo deste tipo de fundo.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Controversa, substituição de securitizadoras é tema de nova assembleia

Recém-publicada no artigo que trata das assembleias de investidores de CRI, uma reunião em específico retoma a questão da substituição das securitizadoras em operações vincendas de CRI. Porém, ela oferece um outro entendimento sobre o assunto.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Investidor aprova alteração em remuneração e data de vencimento de CRI da Barigui

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRI divulgadas na CVM entre 04 e 08 de novembro de 2019.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

FLMA11 se valoriza 27% em outubro, mas média do mercado fica em 1,1%

O FII Square Faria Lima (FLMA11) se destaca no cômputo das variações de preços de cotas dos 131 Fundos de Investimento Imobiliário (FII) negociados na B3 em setembro e outubro de 2019¹. Enquanto a média do mercado se fixou em variação de preço de 1,1% no período, as cotas do FLMA11 registraram alta de preço de 27,1%.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
fii
fidc
cri
cra
Mais Lidos