Em 2015, pela primeira vez desde 2012, mais de 50% do total de negócios com Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) registrados na Cetip ocorridos no período compreendido entre janeiro e outubro, em termos de montante e de número, parece se aproximar mais genuinamente do mercado secundário¹. Esta parcela dos negócios adquire especial relevo por que aconteceu mais de seis meses depois da data de emissão do respectivo título, consignando o caráter genuinamente secundário da transação. Em termos absolutos, os negócios nesta faixa de prazo também mostram bom desempenho, tendo o montante negociado alcançado a segunda maior cifra desde 2010, e o número de negócios atingido seu ápice histórico. Este é mais um importante passo evolutivo do mercado secundário de CRI.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
Mais Recentes
fii