O pedido de recuperação judicial da Odebrecht ajuizado na última segunda-feira, dia 17 de junho de 2019, representa evento de impacto, apesar de já esperado pelo mercado, dada a dimensão do passivo da empresa em forte crise financeira, gerada pela recente recessão econômica do Brasil e pelos desdobramentos políticos envolvendo seu nome nos últimos anos. Este é o maior pedido de recuperação judicial da história do país, envolvendo um passivo sujeito à recuperação superior a R$ 80,0 bilhões. No pedido também estão incluídas as empresas controladas pela Odebrecht, o que acabou proporcionando consequências para uma emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) da RB Capital Companhia de Securitização (RB Capital).

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Rankings
Mais Lidos