Em 2020, o mercado de CRI registrou uma significativa mudança na composição das emissões por tipo de remuneração. Enquanto nos últimos anos predominavam operações com remuneração atrelada à Taxa DI (DI), no ano passado o cenário mudou, com os títulos remunerados em função do IPCA conquistando espaço. Foi a primeira vez na história deste mercado que mais de 50% do montante emitido esteve indexado a tal índice.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
Mais Recentes
fii