O mercado de Cédulas de Crédito Imobiliário (CCI), principal título adquirido pelas Securitizadoras Imobiliárias, acompanhou o movimento de crescimento do mercado de Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI). Como já abordado no artigo de 23 de fevereiro de 2011 do Orbis, Mercado de CRI dobra de tamanho em 2010, houve um aumento substancial de emissões no mercado de CRI em 2010, tendo o montante de emissões deste título atingido R$ 8,53 bilhões em 2010. Este fenômeno contribuiu para um avanço nos níveis de estoque e depósitos de CCI, já que estes títulos são o principal lastro das operações de securitização imobiliária realizadas no mercado brasileiro.

Pelo seu papel viabilizador de uma maior eficiência operacional, as CCI se tornaram um título de uso frequente por parte das securitizadoras imobiliárias. Isto ajuda a explicar o aumento do nível de depósitos na CETIP, que saltou de R$ 6,79 bilhões, em 2009, para R$ 11,94 bilhões, em 2010. Para efeito de comparação, este mesmo nível de depósitos de CCI não superava a marca de R$ 1,00 bilhão no final de 2007. Ao mesmo tempo, o nível de estoque de CCI na CETIP quase dobrou no último ano, crescendo de R$ 12,70 bilhões no final de 2009 para R$ 24,29 bilhões registrados no fim de 2010.

Confira a evolução histórica de depósitos, estoque e negociações das CCI junto à CETIP, assim como a composição do estoque destes títulos e outras informações sobre as CCI no Anuário Uqbar: Securitização e Financiamento Imobiliário - 2011, que será lançado no final deste mês.

 

Rankings
Mais Lidos