Apesar do aumento do ritmo de emissão de Certificados Recebíveis Imobiliários (CRI) no período final de 2012, o ano terminou com um montante consolidado emitido 29,4% abaixo daquele referente a 2011. No último ano foram emitidos R$ 9,58 bilhões, contra R$13,59 bilhões no ano anterior. No final de 2012 houve um volume maior de emissão devido à realização de uma operação de duas classes de CRI, onde a classe sênior, correspondente à 75ª série da 1ª emissão de CRI da RB Capital Companhia de Securitização*, se equivaleu a R$ 2,19 bilhões, ou 22,9% do total emitido de CRI por todo o mercado em 2012.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
Mais Lidos