Em julho último foram emitidos mais R$ 911,7 milhões em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), referentes a dez operações. Apesar desta cifra mensal ficar 32,9% aquém daquela referente ao mesmo mês em 2013, quando R$ 1,36 bilhão destes títulos havia sido emitido, quando comparada ao desempenho deste mercado primário observado em julho de 2012 e de 2011, quando haviam sido emitidos R$ 408,2 milhões e R$ 225,2 milhões, respectivamente, percebe-se uma elevação de patamar neste mercado. O ritmo de emissões em julho de 2014 contribuiu para que o acumulado no ano somasse R$ 8,86 bilhões, a maior marca já registrada para os primeiros sete meses do ano.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
Mais Lidos