No cômputo do número de originadores nas operações de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) emitidos nesta primeira metade de 2014, nota-se a predominância das empresas que desempenham atividades no setor imobiliário. Em relação a operações lastreadas em recebíveis devidos tanto por pessoas físicas, quanto por pessoas jurídicas, estas últimas sendo a maioria em 2014, empresas tais como empreendedoras, loteadoras, incorporadoras representaram mais de 40,0% do número de seus cedentes neste ano. Porém, tal preponderância deste tipo de cedente não se repetiu quando se analisa no ano a composição do mercado de cedentes pelo montante emitido de CRI, passando então a um quadro onde houve predominância das empresas de intermediação financeira.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
Mais Lidos