Entre janeiro e março de 2017, onze securitizadoras imobiliárias realizaram emissões de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), a melhor marca histórica para o período. Em 2014, ano do recorde anterior, uma dezena de securitizadoras havia atuado no mercado primário deste título, número que se reduziu para oito e sete nos anos seguintes. Apesar do incremento de participantes disputando o topo do ranking Uqbar de securitizadoras imobiliárias em 2017, a RB Capital e a ISEC ocupam, respectivamente, a primeira e a segunda colocações dos rankings, sob os critérios de montante emitido e de número de operações. Conjuntamente, RB Capital e ISEC auferem mais da metade do montante emitido no ano, enquanto que, sob a outra ótica, a dupla registra pouco menos de um terço do número de operações.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Mais Lidos