A Fitch elevou a 60ª série de CRI da Brazilian Securities de ‘A+sf(bra)’ para ‘AAsf(bra)’. A elevação da classificação de risco decorre de elevado reforço de crédito, atualmente de 63,1%, consequente da forte posição de caixa. O saldo devedor total da série, em fevereiro de 2013, era de R$ 1,7 milhão. Ao mesmo tempo, a agência rebaixou as 180ª e 201ª séries da mesma securitizadora, de ‘A+sf(bra)’ para ‘Asf(bra)’ e as colocou em Perspectiva Negativa. Os rebaixamentos decorrem da elevada inadimplência e o baixo reforço de crédito disponível. O saldo devedor das séries era de R$ 32,6 milhões e R$ 35,3 milhões, respectivamente.
Rankings
Mais Lidos