Pregão BM&FBOVESPA (FII) - 15/Set/15 - Liquidez

No pregão de 15 de setembro 74 diferentes cotas de Fundos de Investimento Imobiliário foram negociadas na BM&FBOVESPA. Foram 4.725 negócios que totalizaram R$ 21,5 milhões. A cota com maior montante negociado e maior número de negócios foi a do FII BB Progressivo II (BBPO11), com R$ 6,2 milhões em 1.667 negócios.

FII Treviso aprova aplicação de recursos no FIDC Vila Velha

Veja abaixo esta e outras decisões tomadas no âmbito de assembleias de FII divulgadas entre 07 a 11 de setembro 2015.  

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

FII e locatário divergem sobre valores devidos

A Oliveira Trust DTVM, e a TRX Gestora de Recursos, respectivamente administrador e gestor do FII TRX Realty Logística Renda I (TRXL11), publicaram Fato Relevante para informar das tratativas sobre os valores devidos a título de desocupação antecipada do galpão industrial situado à Rua Sargento Rodoval Cabral Trindade, nº 780, na cidade de São Paulo/SP, locado para a Pilkington Brasil Ltda. A intenção de desocupação do referido imóvel já havia sido comunicada em 25 de junho de 2015, também por meio de Fato Relevante. Segundo o presente documento, a TRX e a Pilkington possuem diferentes entendimentos acerca dos valores devidos ao fundo, decorrentes da multa por desocupação antecipada. No papel de gestor e consultor imobiliário do FII, a TRX informa ter realizado reuniões com a Pilkington em que ambas expuseram sua leitura em função do que regem as cláusulas do contrato. Em comunicado formal, a Pilkington informou que pretende pagar a multa correspondente ao valor de 1,5 aluguel, sendo que, ao entendimento da TRX, o inquilino também deverá arcar com o valor referente ao retorno do investimento, equivalente aos doze meses de aluguel. O Fato Relevante acrescenta que a TRX continua em negociação com a Pilkington, de forma a defender os interesses do fundo. Assim sendo, qualquer proposta alternativa ao entendimento da TRX, se apresentada pelo inquilino, será submetida aos cotistas em assembleia. Ademais, a Pilkington Brasil formalizou que desocupará o imóvel em 12 de janeiro de 2016, finaliza o documento. 

Pregão BM&FBOVESPA (FII) - 11/Set/15 - Rentabilidade

No pregão de 11 de setembro 70 diferentes cotas de Fundos de Investimento Imobiliário foram negociadas na BM&FBOVESPA, das quais 27 apresentaram valorização de preço, 35 apresentaram desvalorização, 4 não tiveram alteração e 4 não haviam sido negociadas no pregão anterior. Segue as três melhores e as três piores variações de preço no dia, acompanhadas dos respectivos preços médios, volumes negociados e números de negócios.

Melhores Variações

FII Ticker Variação (%) Preço (R$) Montante (R$) Nº Negócios
CSHG Logística HGLG11 1,61 1.016,14 412.551 58
Edifício Ourinvest EDFO11B 1,45 204,99 205 1
Cyrela Thera Corporate THRA11B 1,28 52,20 43.010 26

Piores Variações

FII Ticker Variação (%) Preço (R$) Montante (R$) Nº Negócios
Edifício Galeria EDGA11B -2,81 64,64 592.051 508
Banrisul Novas Fronteiras BNFS11 -2,81 88,05 2.553 3
Hotel Maxinvest HTMX11B -3,01 104,97 45.768 26

Pregão BM&FBOVESPA (FII) - 11/Set/15 - Liquidez

No pregão de 11 de setembro 70 diferentes cotas de Fundos de Investimento Imobiliário foram negociadas na BM&FBOVESPA. Foram 3.769 negócios que totalizaram R$ 15,7 milhões. A cota com maior montante negociado foi a do FII BTG Pactual Corporate Office Fund (BRCR11), com R$ 3,0 milhões. Já a cota com maior número de negócios foi a do FII Rio Negro (RNGO11), com 711 negócios.

FIP Imobiliário ou FII, quais são as diferenças?

A justificativa regulamentar essencial para a criação dos Fundos de Investimento em Participações (FIP), que têm como sua norma fundamental a Instrução nº 391 da Comissão de Valores Mobiliários (ICVM 391), de 2003, é a de um veículo específico para investimentos em companhias abertas e fechadas cuja gestão e política estratégica sejam efetivamente influenciadas pelo mesmo. Aos FIP são permitidos, então, investimentos em diversos títulos de equity e dívida emitidos por estes emissores. Como corolário da norma, o valor agregado que se busca em investimentos em cotas de FIP decorre da qualidade desta influência na gestão das empresas que compõem a carteira do fundo, o que, dado o tempo de maturação necessário para a realização desta competência, implica em um risco e um retorno esperado relativamente altos e em prazos mais longos.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Pregão BM&FBOVESPA (FII) - 10/Set/15 - Rentabilidade

No pregão de 10 de setembro 80 diferentes cotas de Fundos de Investimento Imobiliário foram negociadas na BM&FBOVESPA, das quais 10 apresentaram valorização de preço, 57 apresentaram desvalorização, 4 não tiveram alteração e 9 não haviam sido negociadas no pregão anterior. Segue as três melhores e as três piores variações de preço no dia, acompanhadas dos respectivos preços médios, volumes negociados e números de negócios.

Melhores Variações

FII Ticker Variação (%) Preço (R$) Montante (R$) Nº Negócios
BM Brascan Lajes Corporativas BMLC11B 2,11 85,26 1.364 3
Shopping Pátio Higienópolis SHPH11 1,37 598,06 19.138 3
CSHG JHSF Prime Offices HGJH11 0,97 1.018,71 200.685 16

Piores Variações

FII Ticker Variação (%) Preço (R$) Montante (R$) Nº Negócios
CSHG Logística HGLG11 -4,19 1.000,07 676.046 110
Industrial do Brasil FIIB11 -4,35 245,01 1.225 2
Bradesco Carteira Imobiliária Ativa - Fundo de Fundos BCIA11 -6,36 93,64 2.622 3

Pregão BM&FBOVESPA (FII) - 10/Set/15 - Liquidez

No pregão de 10 de setembro 80 diferentes cotas de Fundos de Investimento Imobiliário foram negociadas na BM&FBOVESPA. Foram 6.899 negócios que totalizaram R$ 18,2 milhões. A cota com maior montante negociado foi a do FII BTG Pactual Corporate Office Fund (BRCR11), com R$ 3,4 milhões. Já a cota com maior número de negócios foi a do FII BB Progressivo II (BBPO11), com 2.448 negócios.

Pregão BM&FBOVESPA (FII) - 9/Set/15 - Rentabilidade

No pregão de 9 de setembro 76 diferentes cotas de Fundos de Investimento Imobiliário foram negociadas na BM&FBOVESPA, das quais 19 apresentaram valorização de preço, 45 apresentaram desvalorização, 4 não tiveram alteração e 8 não haviam sido negociadas no pregão anterior. Segue as três melhores e as três piores variações de preço no dia, acompanhadas dos respectivos preços médios, volumes negociados e números de negócios.

Melhores Variações

FII Ticker Variação (%) Preço (R$) Montante (R$) Nº Negócios
Industrial do Brasil FIIB11 4,20 256,15 10.502 2
Castello Branco Office Park CBOP11 3,38 639,90 1.920 1
Grand Plaza Shopping ABCP11 1,82 10,09 2.018 5

Piores Variações

FII Ticker Variação (%) Preço (R$) Montante (R$) Nº Negócios
BTG Pactual Fundo de Fundos BCFF11B -2,76 65,10 124.544 37
Floripa Shopping FLRP11B -3,42 615,00 4.920 1
BM Brascan Lajes Corporativas BMLC11B -4,00 83,50 10.521 5

Pregão BM&FBOVESPA (FII) - 9/Set/15 - Liquidez

No pregão de 9 de setembro 76 diferentes cotas de Fundos de Investimento Imobiliário foram negociadas na BM&FBOVESPA. Foram 4.761 negócios que totalizaram R$ 12,5 milhões. A cota com maior montante negociado e maior número de negócios foi a do FII BB Progressivo II (BBPO11), com R$ 2,7 milhões em 1.152 negócios.

Rankings

Mais Recentes
cri