Segundo maior FIP imobiliário investe em subsidiária da OAS

Em linha com sua estratégia para 2015 na área de informações, a Uqbar desenvolve uma nova ampliação de seu banco de dados e a construção de inteligência de mercado em um novo segmento do setor do mercado de capitais: o de Fundos de Investimento em Participações (FIP) dedicados ao segmento imobiliário. Já na edição de 2015 do Anuário Uqbar Securitização e Financiamento Imobiliário, a ser lançado no final de fevereiro deste ano, uma nova seção será dedicada aos FIP imobiliários. De um total da ordem de R$ 160,0 bilhões para o dimensionamento do patrimônio líquido (PL) consolidado  de todos os FIP operacionais no final de 2014, aproximadamente R$ 10 bilhões correspondiam aos FIP imobiliários. Estes últimos são definidos como, de uma forma geral e baseado em norma específica (Instrução CVM nº 391), fundos (fechados) com recursos destinados à aquisição de ações, debêntures ou quaisquer títulos e valores mobiliários conversíveis ou permutáveis em ações de emissão de companhias de sociedade anônima do setor imobiliário, com participação no processo decisório da companhia investida.

Errata - Pregão BM&FBOVESPA (FII) - 16/Jan/15 - Liquidez

No pregão de 16 de janeiro 81 diferentes cotas de Fundos de Investimento Imobiliário foram negociadas na BM&FBOVESPA. Foram 3.528 negócios que totalizaram R$ 18,2 milhões. A cota com maior montante negociado e maior número de negócios foi a do FII BB Progressivo II (BBPO11), com R$ 4,2 milhões em 1.287 negócios.

Pregão BM&FBOVESPA (FII) - 16/Jan/15 - Rentabilidade

No pregão de 16 de janeiro 81 diferentes cotas de Fundos de Investimento Imobiliário foram negociadas na BM&FBOVESPA, das quais 43 apresentaram valorização de preço, 28 apresentaram desvalorização, 6 não tiveram alteração e 4 não haviam sido negociadas no pregão anterior. Segue as três melhores e as três piores variações de preço no dia, acompanhadas dos respectivos preços médios, volumes negociados e números de negócios.

Melhores Variações

FII Ticker Variação (%) Preço (R$) Montante (R$) Nº Negócios
Banrisul Novas Fronteiras BNFS11 5,22 92,60 370 3
Cyrela Thera Corporate THRA11B 3,21 55,00 977.681 118
CEO Cyrela Commercial Properties CEOC11B 2,21 41,11 297.053 99

Piores Variações

FII Ticker Variação (%) Preço (R$) Montante (R$) Nº Negócios
Hospital da Criança HCRI11B -1,98 206,66 22.732 6
Fator IFIX FIXX11 -2,02 70,18 59.797 8
Edifício Almirante Barroso FAMB11B -2,16 4.210,00 12.630 1

Pregão BM&FBOVESPA (FII) - 15/Jan/15 - Rentabilidade

No pregão de 15 de janeiro 79 diferentes cotas de Fundos de Investimento Imobiliário foram negociadas na BM&FBOVESPA, das quais 40 apresentaram valorização de preço, 26 apresentaram desvalorização, 6 não tiveram alteração e 7 não haviam sido negociadas no pregão anterior. Segue as três melhores e as três piores variações de preço no dia, acompanhadas dos respectivos preços médios, volumes negociados e números de negócios.

Melhores Variações

FII Ticker Variação (%) Preço (R$) Montante (R$) Nº Negócios
Grand Plaza Shopping ABCP11 5,37 10,00 100 1
Edifício Almirante Barroso FAMB11B 3,87 4.303,00 43.030 3
RB Capital Renda II RBRD11 2,56 70,14 6.172 7

Piores Variações

FII Ticker Variação (%) Preço (R$) Montante (R$) Nº Negócios
Presidente Vargas PRSV11 -3,22 649,61 15.591 6
RB Capital Prime Realty II Sênior RBPD11 -5,77 27,78 556 2
Edifício Ourinvest EDFO11B -5,87 179,77 45.841 9

Pregão BM&FBOVESPA (FII) - 15/Jan/15 - Liquidez

No pregão de 15 de janeiro 79 diferentes cotas de Fundos de Investimento Imobiliário foram negociadas na BM&FBOVESPA. Foram 3.260 negócios que totalizaram R$ 18,4 milhões. A cota com maior montante negociado e maior número de negócios foi a do FII BTG Pactual Corporate Office Fund (BRCR11), com R$ 3,0 milhões em 358 negócios.

Universo FII, com dezembro fraco, fecha 2014 no vermelho

A rentabilidade efetiva média do conjunto de cotas de Fundos de Investimento Imobiliário (FII) negociadas no âmbito da BM&FBOVESPA não alcançou o terreno positivo, uma vez computado o fechamento anual acumulado em 2014. Apesar da progressão ao longo do ano deste indicador, em termos acumulados, colocá-lo acima do zero durante cinco meses seguidos, aproximadamente do meio de junho ao meio de novembro, sua queda acentuada a partir dos dias finais que antecederam o segundo turno do certame eleitoral presidencial no final de outubro, e ao longo dos quase dois meses seguintes, resultou em um resultado final para o ano nitidamente no vermelho.

Pregão BM&FBOVESPA (FII) - 14/Jan/15 - Rentabilidade

No pregão de 14 de janeiro 79 diferentes cotas de Fundos de Investimento Imobiliário foram negociadas na BM&FBOVESPA, das quais 31 apresentaram valorização de preço, 31 apresentaram desvalorização, 3 não tiveram alteração e 14 não haviam sido negociadas no pregão anterior. Segue as três melhores e as três piores variações de preço no dia, acompanhadas dos respectivos preços médios, volumes negociados e números de negócios.

Melhores Variações

FII Ticker Variação (%) Preço (R$) Montante (R$) Nº Negócios
RB Capital Prime Realty II Sênior RBPD11 7,20 29,48 1.946 4
GWI Condomínios Logísticos GWIC11 2,97 192,50 385 2
Vila Olímpia Corporate VLOL11 2,60 56,40 50.254 23

Piores Variações

FII Ticker Variação (%) Preço (R$) Montante (R$) Nº Negócios
JHSF Rio Bravo Fazenda Boa Vista Capital Protegido RBBV11 -2,20 65,48 5.501 4
RB Capital Renda II RBRD11 -2,34 68,39 2.873 4
RB Capital Prime Realty I Sênior RBPR11 -3,82 8,30 224 2

Pregão BM&FBOVESPA (FII) - 14/Jan/15 - Liquidez

No pregão de 14 de janeiro 79 diferentes cotas de Fundos de Investimento Imobiliário foram negociadas na BM&FBOVESPA. Foram 1.883 negócios que totalizaram R$ 14,0 milhões. A cota com maior montante negociado e maior número de negócios foi a do FII BTG Pactual Corporate Office Fund (BRCR11), com R$ 2,5 milhões em 259 negócios.

Cotas de FII encerram 2014 com desvalorização média de 11%

Com o fim de 2014, os preços das cotas de Fundos de Investimento Imobiliário (FII) negociadas no mercado secundário na BM&FBOVESPA encerraram o ano com queda média de 11,1%. Comparado a novembro, o preço médio de 76 cotas de FII em dezembro recuou 3,0%. Das 68 cotas consideradas para o cálculo da variação anual¹, treze apresentaram valorização no período, cabendo àquelas do FII BB Renda de Papeis Imobiliários (RNDP11) a maior porcentagem, de 12,7%. Na outra ponta, as cotas do FII CEO Cyrela Commercial Properties (CEOC11B) corresponderam à maior variação negativa entre os 55 fundos que se desvalorizaram no acumulado do ano, tendo os títulos deste fundo perdido quase metade do seu valor, o equivalente a -45,5%.

Pregão BM&FBOVESPA (FII) - 13/Jan/15 - Rentabilidade

No pregão de 13 de janeiro 70 diferentes cotas de Fundos de Investimento Imobiliário foram negociadas na BM&FBOVESPA, das quais 33 apresentaram valorização de preço, 28 apresentaram desvalorização, 4 não tiveram alteração e 5 não haviam sido negociadas no pregão anterior. Segue as três melhores e as três piores variações de preço no dia, acompanhadas dos respectivos preços médios, volumes negociados e números de negócios.

Melhores Variações

FII Ticker Variação (%) Preço (R$) Montante (R$) Nº Negócios
BB Renda Corporativa BBRC11 4,98 89,25 8.925 2
Presidente Vargas PRSV11 2,32 674,88 48.591 13
JHSF Rio Bravo Fazenda Boa Vista Capital Protegido RBBV11 2,14 66,95 638.168 4

Piores Variações

FII Ticker Variação (%) Preço (R$) Montante (R$) Nº Negócios
Mercantil do Brasil MBRF11 -2,43 1.078,10 34.499 9
Torre Almirante ALMI11B -2,61 2.510,59 123.019 10
RB Capital Prime Realty II Sênior RBPD11 -5,37 27,50 1.650 1
Rankings

Mais Lidos