Em 2013, até o final de outubro, já foram emitidos R$ 11,02 bilhões em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), referentes a 98 operações. Desse montante total, 45,4%, ou R$ 5,00 bilhões, correspondeu a emissões de crédito pulverizado cujo tipo de devedor era pessoa física (PF). O montante total acumulado de CRI emitido em 2013 já supera em 15,4% o montante referente a todo o ano de 2012, quando R$ 9,55 bilhões foram emitidos. O valor parcial de 2013 começa a se aproximar do recorde anual histórico, atingido em 2011, quando R$ 13,57 bilhões em CRI foram emitidos, um nível ainda 23,1% acima do acumulado em 2013 até agora. Em termos de número de operações, a cifra em 2013 ainda é 34,2% inferior às 149 realizadas em 2011.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
Mais Lidos