O montante consolidado emitido de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) registrado na CETIP no mês de abril foi de apenas R$ 51,8 milhões, bem abaixo dos valores apresentados em cada um dos três primeiros meses de 2013. No primeiro trimestre do ano a média mensal em emissão de CRI ficou em R$ 309,9 milhões. Vale notar que atualmente existe um total de ofertas deste título em análise na CVM equivalente a R$ 961,8 milhões. Somente uma destas operações, lastreada em contratos de aluguel que têm a Petrobrás como devedora, soma R$ 500,2 milhões. Para fins de cálculo, a Uqbar sempre utiliza como referência a data de emissão informada no Termo de Securitização dos títulos ou no site da CETIP para definir em que período a operação de CRI se iniciou.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
Mais Lidos