Na última terça-feira, dia 16 de outubro de 2018, a Fitch atribuiu classificações de risco a emissões de cotas que, somadas, alcançam a cifra de R$ 814,0 milhões. Tratam-se de cotas sênior, mezanino e subordinadas do FIDC Pátria Crédito Estruturado. O fundo foi registrado na CVM exatamente um ano antes da ação da Fitch, em 16 de outubro de 2017, e seu ativo deve ser composto, nas palavras da agência, “por títulos e valores mobiliários, como debêntures, securitizações, letras financeiras e outros”.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Rankings
Mais Lidos