No momento de adversidade pelo qual o Brasil passa, é crucial que os agentes públicos priorizem estratégias que atenuem os prejuízos socioeconômicos provocados pelo surto de COVID-19. No entanto, para que o país continue provendo um incremento no bem estar da população, é importante também que, paralelamente, se prossiga com a construção de estratégias para o desenvolvimento da economia. Peça fundamental neste processo, o Banco Central (BACEN), representado por Otávio Damaso, diretor de regulação da autarquia, participou ontem do Café Uqbariano para conversar com a Uqbar e o mercado a respeito de iniciativas para se alcançar tal objetivo.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Rankings
Mais Recentes