A S&P atribuiu a classificação de risco preliminar ‘brAAA (sf)’ à proposta de emissão de cotas sênior do FIDC Zema I, no montante de R$ 200,0 milhões. O fundo será constituído em formato de condomínio fechado e terá carteira de direitos creditórios composta por contratos de venda a prazo de produtos comercializados pela Eletrozema. Trata-se de uma empresa do mercado de varejo com foco de atuação em pequenas cidades, tendo como seus principais consumidores clientes das classes de renda C, D e E. As cotas sênior buscarão uma rentabilidade-alvo equivalente à taxa DI acrescida de um spread de 2,5% ao ano e prazo de duração de 60 meses.

Rankings
Mais Lidos