A Liberum elevou a classificação de risco das cotas sênior do FIDC RDF de ‘BBB+’ para ‘A’. Para as cotas mezanino a classificação foi elevada de ‘BB’ para ‘BB+’. A classificação das cotas subordinadas foi confirmada como ‘B’. O FIDC RDF é administrado pela SOCOPA estando constituído sob a forma de condomínio aberto. Os direitos creditórios do fundo caracterizam-se por serem originados em operações entre cedentes e devedores nos segmentos industrial, comercial, imobiliário, agrícola, financeiro, hipotecário, de arrendamento mercantil e de serviços em geral, caracterizando-se como um fundo do tipo multicedente/multissacado (FIDC MM). A análise e seleção dos direitos creditórios a serem adquiridos pelo fundo é realizada pela consultora RDF Consultoria Empresarial. As classificações realizadas pela agência foram beneficiadas pelas alterações propostas no regulamento, que passou a estabelecer limites de concentração mais rigorosos para os maiores cedentes e sacados, um aumento para a taxa mínima de cessão dos direitos creditórios, além de definir um limite para o prazo médio da carteira de crédito. Paralelamente, considerou-se o histórico de operações do fundo, com crescimento gradual da carteira de direitos creditórios, mantendo sua qualidade alinhada ao segmento de FIDC MM, afirma a Liberum. Além disso, é informado que desde o início este FIDC mantém uma “folga de subordinação” comparativamente ao mínimo pactuado em regulamento (33,33%), e que as cotas subordinadas têm apresentado bom desempenho, beneficiando-se do excedente de remuneração após cumprimento da meta de rentabilidade das cotas sênior e mezanino. 

Rankings
Mais Recentes
fii
fidc
cri