As instituições intermediárias participantes do consórcio de distribuição assumiram a maior fatia do investimento total em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) emitidos em 2014. Esta classe de investidor foi responsável pela aquisição de títulos que somaram 26,7% do montante emitido, baseado em amostra do mercado primário compilada pela Uqbar. A predominância deste tipo de investidor é o epíteto de um universo onde investidores terceiros de mercado ainda não predominam como detentores de títulos emitidos. A composição atual do mercado investidor, com predominância das instituições intermediárias, acontece em um outro ano quando parcela considerável das emissões de CRI se referiram a operações em que o cedente dos recebíveis imobiliários que compõem o seu lastro atuaram também como investidores dos títulos emitidos.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
Mais Recentes