Investidor solicita, e CRI são transferidos para a Travessia Securitizadora

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRI divulgadas na CVM entre 28 de outubro e 01 de novembro de 2019.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Um ciclo (quase) encerrado e outro a iniciar: o informe mensal de CRI e CRA

No último dia 31 de outubro, as securitizadoras começaram a enviar ao sistema Fundos.NET os respectivos Informes Mensais dos CRI e CRA emitidos. Tema sobre o qual a Uqbar dedica especial atenção, o regime informacional, com os novos dados trazidos pelos relatórios, poderá, enfim, prover algum suporte ao esperado desenvolvimento sustentável do mercado de securitização.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Com desenvolvimento do mercado, substituição de securitizadora torna-se mais comum

As securitizadoras ISEC, Novasec e Beta publicaram Fatos Relevantes para atualizar o mercado a respeito do processo de incorporação das duas últimas companhias pela primeira. Com a extinção da Novasec e da Beta, a ISEC passará a administrar os CRI emitidos por aquelas antigas companhias, todos sob regime fiduciário. Esta não é a primeira vez que um CRI trocará de securitizadora, mas o processo tem se tornado cada vez mais comum, seja em decorrência de incorporação de companhia, de decisão autônoma dos investidores ou mesmo de renúncia de securitizadora.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Ratificada a declaração de vencimento antecipado de CRI da Habitasec

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRI divulgadas na CVM entre 21 e 25 de outubro de 2019.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Seis securitizadoras já emitiram mais de R$ 1 bi em 2019

O montante emitido em CRI entre janeiro e setembro de 2019 já atinge os R$ 12,70 bilhões. Ao contrário de anos anteriores, nos quais proliferavam CRI de grande monta emitidos por algumas poucas securitizadoras, em 2019 o mercado se mostra mais disperso. Até o momento, seis securitizadoras já emitiram mais de R$ 1,00 bilhão cada, e outras onze securitizadoras emitiram entre R$ 10,0 milhões e R$ 370,0 milhões nos nove meses de 2019.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Investidores aprovam amortização extraordinária de CRI

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRI divulgadas na CVM entre 14 e 18 de outubro de 2019.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Emissões de CRI em 2019 já superam em 30% o total de 2018

Em setembro de 2019 foram emitidos R$ 884,1 milhões em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), fazendo com que o acumulado no ano atingisse os R$ 11,75 bilhões. Em relação ao número de operações, setembro registrou 18, perfazendo 139 no ano.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Investidores aprovam cessão de direitos aquisitivos de imóvel para FII

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRI divulgadas na CVM entre 7 e 11 de outubro de 2019.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

LLE e a Securitização: como fica?

Sancionada mês passado a Lei de Liberdade Econômica (LLE), Lei n° 13.874, brotam as indagações e as especulações sobre seu efetivo potencial de impacto, na prática de mercado. Em um país cuja lei maior, na forma da sua constituição, é tão volumosa, interventora e não prática, as tentativas de inovações infraconstitucionais já nascem com um limite de alcance prático. Além disto, no caso da LLE, parte do seu conteúdo representa mais um reforço de entendimentos já consolidados, senão legislados e normatizados. Mas em relação ao mercado de capitais, e aos fundos de investimento em específico, a LLE traz alguns pontos que, se tornarem devidamente normatizados e implementados, poderiam causar alteração estrutural de mercado relevante, com destaque para o mercado de securitização.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Aprovação de plano traz alívio aos credores da Urbplan

No último mês de setembro houve notáveis progressos envolvendo a recuperação judicial da Urbplan, empresa devedora do lastro de determinados CRI emitidos por quatro securitizadoras. Reunidos em assembleia, a maioria dos credores aprovou o plano de recuperação judicial da companhia, que foi posteriormente homologado em juízo. Com isso, os credores podem ter mais clareza em relação aos próximos passos necessários para o recebimento dos créditos.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
Mais Lidos