Desde o início da adoção das medidas de isolamento social foi possível observar no debate econômico uma grande preocupação em relação a possíveis quebras de pequenas e médias empresas. Tais temores se concretizaram, como mostra o IBGE em uma pesquisa recente que diz que na primeira quinzena de junho mais de 700 mil empresas já haviam sido fechadas, das quais 99,8% eram de pequeno porte. Naturalmente, esse cenário pode ser explicado, em boa parte, pela intensificação de um dos principais obstáculos enfrentados pelas pequenas e médias empresas: o acesso ao crédito através do sistema bancário.

Como já abordado em diversas oportunidades aqui no TLON, o mercado de capitais se mostra como uma boa alternativa para que as pequenas e médias empresas consigam um maior acesso ao crédito. Esse tema deve ser encarado como estratégico para os rumos econômicos do país. Pensando nisso, a Uqbar realizou hoje um Webinar focado no potencial de interação dessas empresas com a indústria de FIDC, principal veículo de securitização do país. 

O evento contou com a participação de importantes figuras do mercado, como Daniel Doll, da Socopa, Eduardo Herszkowicz, do escritório de advocacia Cescon Barrieu, Fábio Zenaro, da B3, Filipe Borsato, do BNDES, e, finalmente, Ricardo Binelli, da Solis Investimentos. Além deles, também houve a participação como moderadores de Carlos Augusto Lopes e Leonardo Augusto, ambos da Uqbar. 

Na conversa falou-se sobre as características do mercado de FIDC Multicedentes-Multissacados (FIDC MM), nicho composto pelos fundos que tem em sua política de investimento a aquisição dos recebíveis originados por empresas de pequeno e médio porte. Também foram abordados recentes avanços regulatórios e tecnológicos que tendem a contribuir para o desenvolvimento dessas operações, como por exemplo o aumento de relevância das registradoras e a criação das duplicatas eletrônicas. 

Gostaria de ter visto a discussão sobre esses e outros temas que fizeram parte do debate? Basta acessar o canal da Uqbar no YouTube. Se inscreva no canal e fique sabendo em primeira mão assim que a gravação estiver disponível. Enquanto isso, veja os outros webinars já realizados pela Uqbar.

Rankings
Mais Recentes