De uma maneira geral, quando o assunto é investimentos pessoais, a sociedade brasileira sempre demonstrou ser pouco desenvolvida. Historicamente, a maior parte dos brasileiros prefere aplicar seus recursos em produtos pouco interessantes do ponto de vista de rendimentos, como é o caso da poupança. Além disso, dentre aqueles que não se enquadram nesse comportamento, foram poucos que buscaram conhecimento mais amplo dos produtos disponíveis no mercado, muito por conta da praticidade em se investir em títulos de dívida pública e produtos bancários com rendimentos atrelados à uma SELIC muito elevada. Bem, este cenário está mudando.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Rankings
Mais Recentes