Passado um período recente de transformações no mercado de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC), transformações estas que acabaram por diminuir o tamanho de alguns dos maiores fundos do mercado, faz-se interessante uma atualização da participação de mercado dos principais administradores de FIDC. Neste exercício, vale a pena voltar atrás alguns anos e avaliar a trajetórias destes participantes à luz dos eventos marcantes desde a crise financeira de 2008/2009 e, a partir daí, passando pelo período que apresentou problemas associados a alguns bancos de médio porte, como o Banco Panamericano e o Banco Cruzeiro do Sul, que atuavam de cedentes de fundos de peso no mercado.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
Mais Recentes