A S&P atribuiu as classificações de risco preliminares ‘brAA (sf)’ e ‘brBBB (sf)’ às cotas sênior e mezanino a serem emitidas pelo FIDC FCORP Crédito Privado, respectivamente. O fundo será constituído sob o formato de condomínio aberto e terá sua carteira de direitos creditórios composta por títulos de dívida corporativa e emissões de instituições financeiras. O reforço de crédito disponível para os cotistas será proporcionado pela subordinação de cotas, com mínimo de 22,0% para as cotas sênior e 15,0% para as cotas subordinadas mezanino. As cotas sênior terão como rentabilidade alvo 109,0% da taxa DI. Já as cotas subordinadas mezanino buscarão uma rentabilidade alvo equivalente a 115,0% da mesma taxa. Ao final de cada mês, cada cotista poderá solicitar o resgate de até 35,0% de suas cotas. Até ontem, 19 de agosto, o fundo ainda não constava na lista de fundos registrados na CVM.

Rankings
Mais Lidos