A S&P retirou as classificações de risco ‘brAA+ (sf)’ atribuídas às seis séries de cotas sênior do FIDC Telecom. A retirada segue-se ao cancelamento da oferta e a não colocação das séries. Os direitos creditórios do fundo consistiriam em recebíveis comerciais representados por faturas decorrentes dos serviços de gestão de contact center prestados pela Contax à Telemar Norte Leste, à Oi Móvel e à Oi. As séries supracitadas tinham vencimento previsto para 36 meses após sua emissão e rentabilidade alvo equivalente à taxa DI acrescida de um spread de 0,8% ao ano. As ofertas públicas das seis séries de cotas sênior do FIDC Telecom, cujo montante total equivalia à R$ 600,0 milhões, haviam sido registradas no fim de junho na CVM. Em 18 de julho deste ano a agência já havia rebaixado as classificações de ‘brAAA (sf)’ para ‘brAA+ (sf)’. À época a agência fundamentou a ação no rebaixamento da classificação de risco corporativo da Oi. Segundo a agência, o rebaixamento da Oi havia refletido as métricas de crédito da empresa um tanto fracas, após o default dos commercial papers da Rio Forte Investments detidos pela Portugal Telecom, subsidiária da Oi.

Rankings
Mais Recentes