A S&P atribuiu classificação ‘brAA- (sf)’ às 12ª, 13ª e 14ª séries de cotas sênior a serem emitidas pelo FIDC Crédito Universitário e reafirmou a classificação ‘brAA- (sf)’ atribuída às demais séries de cotas sênior em circulação. O FIDC Crédito Universitário é estruturado como um condomínio fechado, cujos direitos creditórios são contratos de financiamento ligados ao segmento educacional, incluindo contratos de CDC para pagamento de prestação de serviços educacionais ou contratos de mútuo para financiar débitos advindos de serviços educacionais. As novas séries vencerão 42 meses após suas respectivas emissões e serão amortizadas em 30 parcelas mensais após um período de carência de 12 meses. As rentabilidades-alvo equivalerão à Taxa DI acrescidas de um spread que será definido em processo de bookbuilding. Segundo a agência, a proteção de crédito é proporcionada pela subordinação de cotas, com um mínimo de 22,0% para as cotas sênior, e pelo spread excedente. A classificação das cotas sênior do fundo reflete a avaliação da S&P sobre o risco de crédito da carteira, o risco operacional, o risco de contraparte, o risco legal e dos mecanismos estruturais do FIDC.

Rankings
Mais Recentes
fii