Rentabilidade dos FII em 2017 atinge 22%

O Fundo de Investimento Imobiliário (FII) REAG Renda Imobiliária foi o fundo de maior rentabilidade efetiva média mensal em outubro de 2017. A sua reformulação, em conjunto com a aprovação da emissão de R$ 500,0 milhões em novas cotas, atuam como pano de fundo deste cenário de melhor desempenho recente do fundo, cuja rentabilidade alcançou 11,2% no período. Do total de 93 fundos considerados na análise¹, o Grand Plaza Shopping (ABCP11) registra a rentabilidade mais negativa, -31,1%. Apesar da amplitude da variação entres as rentabilidades destes dois fundos, com intensidade maior na ponta negativa, a rentabilidade média do mercado para o mês de outubro se fixou em 2,0% positivos.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Em disputa ruidosa cotistas decidem pelo tamanho da redução de taxa de administração de FII

Veja abaixo o resumo destas e de outras decisões tomadas no âmbito de assembleias de FII divulgadas na CVM entre 6 e 10 de novembro de 2017.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

FII com RMG registra maior dividend yield em outubro

O Fundo de Investimento Imobiliário (FII) que apresentou maior nível relativo de rendimento (dividend yield realizado - DY) mensal em outubro de 2017 é um dos últimos a ainda usufruir do mecanismo de renda mínima garantida (RMG). O fundo de shopping centers General Shopping Ativo e Renda (FIGS11), cuja RMG se estenderá até abril de 2019, assinalou DY mensal de 1,04%, ao passo que a média do mercado se fixou em 0,53%.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Reformulado, FII de imóvel no ABC paulista tem maior valorização

O FII REAG Renda Imobiliária (DOMC11), antigo FII Domo, se destaca no cômputo das variações de preços de cotas dos 93 Fundos de Investimento Imobiliário (FII) negociados na B3 em setembro e outubro de 2017¹. Na segunda metade de outubro os cotistas do DOMC11 aprovaram não só a mudança de denominação do fundo, como a transferência dos serviços de administração e custódia e a emissão de cotas em montante de até R$ 500,0 milhões. Enquanto a média do mercado se fixou em variação de preço de apenas 1,4% no período, as cotas do DOMC11 registraram alta de preço de 11,2%.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Mais dois FII aprovam emissão de cotas que somam mais de R$ 500 mi

Veja abaixo o resumo destas e de outras decisões tomadas no âmbito de assembleias de FII divulgadas na CVM entre 30 de outubro e 3 de novembro de 2017.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Com leilão de ABCP11, vendidas com desconto, liquidez de secundário de FII se aproxima de recorde

O montante negociado de cotas de Fundos de Investimentos Imobiliários (FII) listadas na B3 em outubro de 2017 registrou seu maior valor mensal no ano, se equivalendo à terceira maior marca mensal no histórico do segmento. O montante consolidado movimentado em cotas de 103 fundos alcançou a cifra de R$ 875,4 milhões em outubro, um crescimento de 23,6% em relação ao mês anterior, quando haviam sido negociados R$ 708,3 milhões. Por outro lado, o número de negócios mensal, indicador que também vem aumentando em base média, alongou por mais um mês seu movimento de ajuste para baixo, após estabelecer recorde histórico em junho último. Foram 163 mil transações agora em outubro, sendo que em junho o recorde alcançado havia sido de 273 mil negócios.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

FII aprova emissão de até R$ 150 milhões em cotas

Veja abaixo o resumo desta e de outras decisões tomadas no âmbito de assembleias de FII divulgadas na CVM entre 23 e 27 de outubro de 2017.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Capitalização de mercado dos FII supera os R$ 30 bilhões pela primeira vez

A Capitalização de Mercado (CM) do conjunto dos Fundos de Investimento Imobiliário (FII) cujas cotas foram negociadas no mercado secundário na B3¹ ao longo do mês de setembro superou a marca dos R$ 30,0 bilhões, pela primeira vez na história. No mesmo sentido, o Patrimônio Líquido (PL) consolidado para este mesmo grupo de fundos também subiu em setembro e já se aproxima da mesma marca. O crescimento do indicador de CM em setembro foi superior ao do PL, elevando-se no mês o ágio entre o valor de mercado e o valor contábil consolidado dos fundos (CM/PL).

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

FII aprova amortização de mais de R$ 200 milhões

Veja abaixo o resumo desta e de outras decisões tomadas no âmbito de assembleias de FII divulgadas na CVM entre 16 e 20 de outubro de 2017

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rentabilidade acumulada de FII se aproxima de 20% em 2017

A rentabilidade efetiva média¹ calculada para as cotas de 83 Fundos de Investimento Imobiliário (FII) negociados em dezembro de 2016 e setembro de 2017 atingiu a marca de 19,4%. O grande destaque no mercado de FII fica por conta das cotas dos fundos que investem em imóveis, mais notadamente aqueles que investem no segmento de Shopping Centers, onde a rentabilidade efetiva média superou os 30,0% no período. No cômputo individual da rentabilidade efetiva acumulada em 2017 até setembro, calculada como a Taxa Interna de Retorno (TIR), registra-se que aproximadamente um em cada dois FII apresentou rentabilidade superior à variação do IFIX no período.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Páginas de Participantes
Mais Lidos