Na última semana a CVM divulgou o Plano Bienal de Supervisão Baseada em Risco (SBR) para o período 2021-2022. A SBR é um esforço da autarquia para atuar de forma mais preventiva do que reativa, de modo que a CVM busca identificar e classificar riscos de diversas áreas do mercado, inclusive fundos estruturados, e estabelecer diretrizes para sua atuação. Para o referido biênio, o órgão regulador priorizará quatro principais riscos, e em três deles a CVM prevê ações diretas no mercado de FII.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
Mais Recentes
fii