Jornal

Após queda em julho, provisões de Crédito Pessoa Jurídica voltam a crescer

No mês de agosto deste ano, a maior parte das categorias de ativo-lastro de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC), cujo nível relativo de Provisão para Devedores Duvidosos (PDD) vem sendo acompanhado pela Uqbar, seguiu a tendência apresentada nos meses prévios de aumento mensal deste índice.

A Uqbar dá continuidade hoje à sua publicação mensal da classificação dos grupos consolidados de FIDC por ativo-lastro, usando como critério os mesmos índices construídos para classificar os FIDC individualmente, quais sejam, o PDD Normalizado, ou PDDn*, e a Variação de PDD Normalizada, ou ?PDDn** (ver definição dos índices abaixo).

Classificação - FIDC por Índices de Desempenho - Ago/2011

Seguindo a série mensal que analisa o setor de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC), a Uqbar publica a classificação dos FIDC de maior PDD Normalizado (PDDn) e de maior e menor Variação de PDD Normalizada (?PDDn) no mês de Agosto de 2011. A análise se baseou nos dados disponíveis no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) do dia 25/09/2011.

O primeiro destes índices é a razão entre o valor das provisões para os devedores duvidosos (PDD) e o valor dos direitos creditórios (DC). É um índice de característica instantânea, como uma conta de balanço patrimonial, onde a função do denominador (DC) é a de normalizar o valor de PDD para tornar comparáveis os índices de diferentes fundos. Este índice será chamado de PDD Normalizado, ou PDDn.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Resumo das atas de assembleias de cotistas de FII divulgadas entre 19/09/2011 e 23/09/2011

Resumo das atas de assembleias de cotistas de FIIdivulgadas entre 19/09/2011 e 23/09/2011

AG de cotistas do FIIDovel(CNPJ:10.522.648/0001-81) realizada em 22/08/2011

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Resumo das atas de assembleias de cotistas de FIDC divulgadas entre 19/09/2011 e 23/09/2011

AGE de cotistas do FIDC AdvaloremMultissetorial (CNPJ:11.142.832/0001-69) realizada em 10/08/2011

Ordem do dia - Deliberar acerca da contratação da Acesso Cobrança e Cadastro LTDA-ME, para assunção de funções relativas ao processo de análise e seleção dos Direitos Creditórios (DC) adquiridos pelo fundo - juntamente com a já contratada Advalorem Fomento LTDA.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Liquidez do setor de FIDC apresenta leve queda no montante negociado

O mercado secundário de cotas de Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) apresentou no mês de agosto um aumento no número de operações, associado a uma pequena queda no montante total negociado. Na série histórica, este montante negociado só superou os valores relativos a este mesmo mês em 2010, 2005 e 2004.

Em agosto de 2011 foram registradas negociações envolvendo R$ 133,1 milhões em cotas de FIDC no mercado secundário, todas elas registradasna CETIP. Este montante é praticamente igual ao registrado no mês de julho, R$ 134,6 milhões - R$ 130,6 milhões registados na CETIP e R$ 4,1 milhões negociados na BM&FBOVESPA. No mês de agosto foram negociados 29 diferentes cotas, contra 23 negócios no mês de julho, estes 29 títulos negociaram 122 vezes no mês, um aumento de 40,2% em relação à junho (87).

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Amortização de cota influencia preço e dividend yield de FII chega a 23% nos últimos doze meses

O Fundo de Investimento Imobiliário (FII) RB Capital Agre apresentou o maior nível de dividend yield de doze meses (soma dos rendimentos distribuídos ao longo dos últimos doze meses dividido pelo preço médio da cota no último mês) dentre os 34 fundos que fazem parte do ranking.

A marca de 23,0% para os últimos doze meses se deve a redução do valor patrimonial das cotas devido às amortizações mensais, que ocorrem desde fevereiro deste ano. Até agosto de 2011 a cota já havia amortizado 45,5% do seu valor inicial, acarretando uma redução naturalno preço de negociação das cotas do fundono mercado secundário durante 2011.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Resumo das atas de assembleias de cotistas de FIDC divulgadas entre 12/09/2011 e 16/09/2011

AG de cotistas do FIDCBBIF Master LP (CNPJ:11.003.181/0001-26) realizada em 22/08/2011

Ordem do dia - Deliberar sobre a alteração da agência de classificação de riscos das cotas do fundo, e implementação dos respetivos ajustes no regulamento e no prospecto do fundo caso se faça necessário.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Montante negociado de FII na BM&FBOVESPA ultrapassa R$ 500 milhões no ano

No último mês, a liquidez do mercado secundário de cotas de Fundos de Investimento Imobiliário (FII) manteve trajetória de quebra sucessiva de recorde em números de negócios e esteve perto das maiores cifras históricas em montante negociado. Em agosto, foram negociados R$ 87,1 milhões em cotas de FII na BM&FBOVESPA, correspondentes a 8.639 negócios. Este montante mensal negociado é o segundo maior registrado na história do setor, enquanto o número de negócios mensal representou novo recorde.

O montante negociado em cotas de FII, acumulado no ano de 2011 até o final de agosto, totalizou R$ 549,1 milhões, patamar 266,1% superior ao mesmo período de 2010, que até agosto havia registrado R$ 150,0 milhões em negócios de cotas de FII. Para se ter uma ideia do crescimento indicado em 2011, durante todo o ano de 2010 foram negociados R$ 377,5 milhões em cotas de FII, de tal forma que em apenas oito meses de 2011 o montante negociado já cresceu 45,5% em relação ao ano inteiro anterior.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Desde abril valorização anual de cotas mantém tendência de queda

A rentabilidade média anual do setor de Fundos de Investimento Imobiliário (FII) cujas cotas são negociadas na BM&FBOVESPA, avaliada apenas pela valorização média do preço das cotas no último período de doze meses, manteve tendência de queda finalizado o mês de agosto. Desde o final de abril, quando atingiu 16,5%, a valorização média anual do preço das cotas dos FII no mercado secundário vem caindo gradualmente, chegando a 14,6% em maio e mantendo esse patamar em junho. No final de julho esta rentabilidade caiu para 12,2% e terminou o mês passado em 9,1%.

A cota do FII Hotel Maxinvest foi a mais rentável nos últimos doze meses. Este fundo tem como política a aquisição de imóveis comerciais. O preço médio ponderado da cota do fundo subiu de R$ 156,33 em agosto de 2010 para R$ 269,88 em agosto de 2011, alcançando assim uma valorização no período de 72,6%.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Brazilian Securities lidera os rankings de emissões de CRI

Em agosto, pela primeira vez no ano, a Brazilian Securities assumiu a primeira colocação no ranking de montante emitido de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI). Com R$ 152,3 milhões emitidos nas três operações realizadas neste último mês, a securitizadora totaliza R$ 1,99 bilhão emitido nos primeiros oito meses do ano, o que representa 27,3% de todas as emissões de CRI no mercado em 2011.

O desempenho do mês de agosto fez a Brazilian Securities superar a, até então líder, Cibrasec. Esta última, após a não realização de qualquer emissão nos meses de junho e julho, voltou a realizar uma operação em agosto no montante de R$ 26,1 milhões. No ranking de emissões de CRI em 2011 a Cibrasec ocupa a segunda posição com R$1,87 bilhão, ou 25,7% das emissões.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
fii
fidc
cri
cra
Mais Recentes