Jornal

Resumo das atas de assembleias de cotistas de FII divulgadas entre 04/07/2011 e 08/07/2011

Resumo das atas de assembleias de cotistas de FIIdivulgadas entre 04/07/2011 e 08/07/2011

AG de cotistas do FIIDovel(CNPJ:10.522.648/0001-81) realizada em 20/06/2011

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Resumo das atas de assembleias de cotistas de FIDC divulgadas entre 04/07/2011 e 08/07/2011

AG de cotistas do FIDCBI Invest Fornecedores Petrobras (CNPJ:10.814.233/0001-81) realizada em 07/04/2011

Ordem do dia - Deliberar sobre a ocorrência de um Evento de Avaliação conforme o Artigo 23.1.1 do regulamento do fundo, sobre a contratação de novo administrador, aprovação de contas e demonstrações financeiras relativas ao exercício social prévio, alterar o cadastro e o nome do fundo, contratar novo agente de custódia e consolidar novo regulamento.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Valorização acumulada das cotas de FII no ano cai em Junho

O mês de junho de 2011 apresentou novamente queda nos preços de cotas de Fundo de Investimento Imobiliário (FII) no mercado secundário na BMF&Bovespa. Mesmo com o aumento da liquidez no mês de junho abordada no artigo Liquidez de secundário de FII expandindo suas fronteiras, o valor médio das cotas sofreu queda, diminuindo a valorização acumulada no ano até agora.

A média linear de valorização de preço de cota em 2011 até o final do primeiro semestre, entre todos os FII negociados, fechou o mês de junho em 1,8%. Este nível está abaixo daqueles registrados no final dos meses de maio, abril e março, de 3,1%, 4,5% e 3,2% respectivamente.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Mercado de CRI alcança R$ 6,15 bilhões de emissões no ano

No primeiro semestre de 2011, o mercado de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) alcançou a marca de R$ 6,15 bilhões em montante emitido. Este valor representa um crescimento de 120,5% em relação ao primeiro semestre de 2010 que registrou R$ 2,79 bilhões em emissões. O total emitido nos seis primeiros meses de 2011 já representa 72,0% do emitido em todo o ano de 2010. Em junho de 2011 foram emitidos R$ 775,9 milhões que é 30,7% superior ao montante emitido em maio deste ano.

Os créditos corporativos seguem como o principal lastro dos CRI. 85,5% das emissões das emissões do ano, ou R$ 5,26 bilhões, tem como lastro esse tipo de crédito e os 14,5% (R$ 885,7 milhões) restantes são de créditos residenciais.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Liquidez de secundário de FII expandindo suas fronteiras

A liquidez do mercado secundário de cotas de Fundos de Investimento Imobiliário (FII) não dá sinais de arrefecimento. Os valores agregados do número de negócios e/ou do montante negociado na BM&FBOVESPA tem estabelecido novos recordes históricos quase todos os meses. Ademais, o número de FII individuais que tem apresentado liquidez mais alta também está em plena ascensão, podendo-se afirmar que há um processo de generalização do crescimento de liquidez que permeia o setor de forma abrangente.

Para o mês de junho de 2011, as cifras registradas continuam validando esta tendência. No mês, foram negociados R$ 75,0 milhões em cotas de FII na BM&FBOVESPA, correspondentes a 6.618 negócios. Este montante mensal negociado é o terceiro maior registrado na história do setor, enquanto o número de negócios mensal é o segundo maior, só ficando atrás dos 6.654 registrados em maio deste ano.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

FII interrompe distribuição após atraso na entrega de imóvel

FII interrompe distribuição após atraso na entrega de imóvel

Um fundo de investimento imobiliário (FII) estruturado para a captação de recursos para viabilizar a construção de imóvel dedicado a atividades administrativas da Companhia Estadual de Águas e Esgoto (CEDAE) interrompeu a distribuição de rendimentos mensais aos seus cotistas.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Resumo das atas de assembleias de cotistas de FII divulgadas entre 27/06/2011 e 01/07/2011

Resumo das atas de assembleias de cotistas de FIIdivulgadas entre 27/06/2011 e 01/07/2011

AG de cotistas do FII TAG GR IV (CNPJ: 11.326.746/0001-06) realizada em 20/06/2011

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Resumo das atas de assembleias de cotistas de FIDC divulgadas entre 27/06/2011 e 01/07/2011

AGE de cotistas do FIDC Ajax(CNPJ:10.269.029/0001-27) realizada em 03/05/2011

Ordem do dia - Não especificada.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Indústria de FIDC registra aumento de Atrasos e PDD

O nível de Atrasos do setor de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC), que estava em R$ 3,03 bilhões no final de abril, terminou o mês de maio com o valor de R$ 3,40 bilhões, o que constitui um crescimento de 12,4% com relação ao mês anterior. Em dezembro de 2010, este valor era de R$3,01 bilhões. Nos primeiros meses de 2011, este índice tem se mantido em trajetória ascendente - ainda que com fortes variações na taxa de crescimento, com exceção do mês de janeiro, quando ocorreu queda de 7,5%. Estes números, como de costume, excluem o FIDC NP Sistema Petrobras.

O montante consolidado de Provisão para Devedores Duvidosos (PDD), que estava em R$ 2,06 bilhões no final de abril, terminou o mês de maio com o valor de R$ 2,35 bilhões, o que constitui um crescimento de 14,5%. Em dezembro de 2010, este valor era de R$2,05 bilhões. A variação mensal entre abril e maio é praticamente igual a variação agregada do ano, o que mostra o quanto o último mês destoou dos níveis prévios.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Índices de PDD das classes de FIDC apresentam piora

No período compreendido entre janeiro e maio deste ano, as categorias de ativo-lastro de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC), cujo nível relativo de Provisão para Devedores Duvidosos (PDD) vem sendo acompanhado pela Uqbar, têm apresentado pioraneste índice, ao contrário da melhora gradual observada no final de 2010.

A Uqbar dá continuidade hoje à sua publicação mensal da classificação dos grupos consolidados de FIDC por ativo-lastro, usando como critério os mesmos índices construídos para classificar os FIDC individualmente, quais sejam, o PDDn, e a Variação de PDD Normalizada, ou ?PDDn (ver definição dos índices no artigo de 20/08/09 Classificação de Carteiras de FIDC por Índices de Desempenho).

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
fii
fidc
cri
cra
Mais Recentes