Jornal

Resumo das atas de assembleias de cotistas de FII divulgadas entre 05/09/2011 e 09/09/2011

Resumo das atas de assembleias de cotistas de FIIdivulgadas entre 05/09/2011 e 09/09/2011

AGE de cotistas do FIIJS Real EstateMultigestão (CNPJ:13.371.132/0001-71) realizada em 23/08/2011

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Resumo das atas de assembleias de cotistas de FIDC divulgadas entre 05/09/2011 e 09/09/2011

AG de cotistas do FIDCSpectrum NP(CNPJ:10.739.617/0001-87) realizada em 08/08/2011

Ordem do dia - Não especificada.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

FII Hotel Maxinvest ultrapassa 60% de rentabilidade efetiva no acumulado do ano

Com uma rentabilidade efetiva nos primeiros oito meses de 2011 de 64,4%, o Fundo de Investimento Imobiliário (FII) Hotel Maxinvest lidera o rankingdeste indicador derentabilidade no ano de 2011 até o momento. A rentabilidade efetiva é equivalente à Taxa Interna de Retorno (TIR) do fluxo de caixa que considera as amortizações e os rendimentos distribuídos pelos fundos até agora durante o ano de 2011 e os preços médios, ponderados por montante negociado, das negociações das cotas no mercado secundário nos meses de dezembro de 2010 e de agostodeste ano.

Após assumir a liderança no mês de junho o FII Hotel Maxinvest se manteve na ponta no mês de julho e alcançou uma rentabilidade efetiva mensal excepcional em agosto, de 21,4%, a qual ocorreu devido principalmente à alta valorização do preço médio de suas cotas neste mês. Atrás do líder, na segunda e terceira posições no acumulado do ano, vêm os FII Kinea Renda Imobiliária e GWI Condomínios Logísticos, com rentabilidades efetivas anuais de 31,2% e 25,1% respectivamente.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Após anúncio de ciclo de desinvestimento, FII apresenta alta valorização de cotas

Apesar do mês de agosto de 2011 ter apresentado tendência de queda nos preços de cotas de Fundo de Investimento Imobiliário (FII) no mercado secundário na BM&FBovespa, um fundo alcançou valorização de suas cotas no ano até agosto superior a 50,0%.

O valor médio linear das cotas negociadas na BM&FBovespa caiu em agosto, diminuindo a valorização média acumulada do setor no ano até agora. A média linear de valorização de preço de cota em 2011 até o final de agosto último, entre todas as cotas dos FII negociados, fechou o mês em 1,6%, abaixo dos retornos acumulado registrados nos finais dos meses de julho, junho, maio e abril, que foram de 1,7%, 3,0%, 3,1% e 4,5% respectivamente.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Emissões de CRI voltam a registrar números comparáveis a média mensal do ano

Após o fraco desempenho apresentado no mês de julho no qual foram emitidos apenas R$ 154,4 milhões de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), o total emitido no mês de agosto voltou ao patamar da média mensal deste ano. Em agosto foram emitidos R$ 878,5 milhões o que representa um crescimento de 468,9% em comparação ao mês anterior e uma queda de 51,6% em relação a agosto de 2010, mês de maior volume emitido daquele ano.

Até agosto foram emitidos R$ 7,29 bilhões de CRI que equivale a 85,4% do total emitido em todo o ano de 2010. Na comparação com os oito primeiros meses de 2010, o montante emitido em 2011 representa um crescimento de 49,3%.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Itaú Unibanco ganha concorrência e assume administração e custódia do maior FIDC do mercado

O Itaú Unibanco ganhou a concorrência para assumir as funções de administração e de custódia do FIDC NP Sistema Petrobras, o Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) com maior Patrimônio Liquido (PL) da indústria. A licitação ocorreu de forma eletrônica e contou com a participação dos principais bancos que atuam no país. Anteriormente as funções de administração e custódia do fundo eram exercidas pelo Unibanco e pelo Banco do Brasil respectivamente.

As novas funções já são exercidas pelo Itaú desde 30 de agosto de 2011. No último informe mensal disponível na CVM, o PL do fundo era de R$ 11,93 bilhões. O FIDC NP Sistema Petrobras é constituído sob a forma de condomínio aberto, e lastreado em Recebíveis Comerciais. O fundo foi estruturado para a aquisição de créditos existentes e futuros que sejam originários de operações realizadas por empresas do grupo Petrobras, nos segmentos industrial, comercial e de prestação de serviços. A distribuição dos títulos é limitada de tal forma que somente empresas do grupo Petrobras podem adquirir as cotas do fundo.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Resumo das atas de assembleias de cotistas de FII divulgadas entre 29/08/2011 e 02/09/2011

Resumo das atas de assembleias de cotistas de FIIdivulgadas entre 29/08/2011 e 02/09/2011

AGE de cotistas do FIIHotel Maxinvest(CNPJ:08.706.065/0001-69) realizada em 30/08/2011

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Resumo das atas de assembleias de cotistas de FIDC divulgadas entre 29/08/2011 e 02/09/2011

AG de cotistas do FIDC IndústriaExodus III - BRZ (CNPJ:09.194.715/0001-05) realizada em 04/03/2011

Ordem do dia - Deliberar acerca da amortização integral, em 21/03/2011, das cotas seniores da 1ª série e das cotas seniores da 2ª série, emitidas - respectivamente em 24/06/2008 e 09/12/2009. Também deverá ser tratada a emissão, em 21/03/2011, das cotas seniores da 3ª série, para distribuição pública com esforços restritos - nos termos da Instrução nº 476.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

PL da Indústria de FIDC volta a registrar aumento de 2% mensal

O valor agregado de Patrimônio Líquido (PL) do setor de FIDC, que estava em R$ 50,12 bilhões em junho, encerrou o mês de julho com R$ 51,13 bilhões, o que constitui um crescimento de 2,0%, o mesmo ritmo registrado no mês anterior. No final de julho o setor era composto por 328 fundos, contra 322 em junho. No final do mês de dezembro de 2010 o valor total do PL era de R$ 43,77 bilhões e, portanto, ocorreu um crescimento de 16,8% desde então.

O valor agregado de Direitos Creditórios (DC), que estava em R$ 43,90 bilhões em junho, encerrou o mês de julho com R$ 44,17 bilhões, o que constitui um aumento de 0,6%. No final do mês de dezembro de 2010, o valor total de DC era de R$ 36,06 bilhões e, portanto, ocorreu um crescimento de 22,5% desde então.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

FIDC, focado nas oportunidades da Copa e das Olimpíadas, inverte os padrões

Como a Uqbar já indicou nos artigos “Credit Suisse, Santander e Caixa preparam mega FIDC”, de 17/09/2009, e “Um dos maiores FIDC ainda não adquiriu direitos creditórios”, de 28/07/2010, Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) com vultuosos recursos para investir na área de infraestrutura não são necessariamente uma novidade. Contudo, uma nova operação pretende mostrar que a forma como este incentivo às indústrias de base é estruturado pode ser diferente.

A política de investimento do FIDC Vinci Crédito e Desenvolvimento I mostra seu compromisso com a promoção de crédito de longo prazo para as indústrias de base, entendendo por estas aquelas ligadas ao setor de óleo e gás, logística, transportes, energia, saneamento e comunicações. Também é expresso em seu regulamento e no prospecto, que acompanha a primeira oferta pública de cotas desse fundo, o interesse em contribuir para o legado associado aos eventos esportivos de grande porte que o Brasil receberá nos próximos anos, como a Copa do Mundo (2014) e as Olimpíadas (2016).

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Rankings
fii
fidc
cri
cra
Mais Recentes