Mercado de CRA supera os R$ 4 bi em emissões neste ano

Diferentemente dos dois últimos anos, quando o segmento observou seus maiores volumes históricos de emissões, nos primeiros nove meses de 2018 o mercado primário de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) apresentou desempenho mais contido. Entre janeiro e setembro de 2018 o volume de emissões de CRA atingiu R$ 4,31 bilhões, referentes a 32 operações realizadas. Corroborando tendência que vem sendo registrada nos últimos anos, o investidor pessoa física continua sendo o de maior participação em aquisição destes títulos, tendo adquirido aproximadamente 70% do montante emitido em 2018 até setembro. 

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

CRA: Tupi or not tupi?

O mercado de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) se expandiu, rapidamente, até sinalizar uma pausa neste movimento em 2017, quando as emissões anuais quase que repetiram em valor consolidado o número referente ao ano anterior, cerca de R$ 13,35 bilhões. Neste ano corrente, até o momento, há uma pequena contração no ritmo de emissões. O saldo devedor consolidado de CRA atualmente alcança R$ 30,00 bilhões.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

CRA com risco Klabin é elevado para 'AAA'

A agência Fitch Ratings comunicou ontem, 24 de setembro de 2018, a elevação da classificação de risco da 105ª série da 1ª emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) da Eco Securitizadora, de 'AA+' para 'AAA'. Essa foi uma das maiores emissões, em termos de montante emitido, do mercado de CRA em 2017, alcançando uma marca próxima dos R$ 846,0 milhões. Até aqui em 2018 não se observou nenhuma emissão no mesmo patamar.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

VLI capta R$ 200 milhões via CRA

Encerrou-se, no último dia 13 de setembro, a oferta pública com esforços restritos de colocação da 14ª série da 1ª emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) da RB Capital Companhia de Securitização, no montante de R$ 200,0 milhões. A operação tem como lastro um CDCA emitido pela empresa VLI Multimodal (VLI), importante player do setor de logística no Brasil. Com a nova captação, o segmento de CRA já supera a marca de R$ 3,5 bilhões em emissões no ano.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Fitch classifica emissão de CRA que pode superar R$ 400,0 milhões

Ontem, dia 10 de setembro de 2018, a agência Fitch Ratings divulgou a classificação de risco preliminar ‘AA’ atribuída à 1ª e à 2ª séries da 18ª emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) da Vert Companhia Securitizadora. Na ação, a agência levou em consideração um montante inicial de R$ 300,0 milhões para a emissão, sendo que este poderia ainda alcançar a marca de R$ 405,0 milhões, o que faria desta uma das maiores emissões de CRA no ano.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

CVM edita Instrução que trata dos CRA; manifestação da Uqbar repercute no mercado de CRI

Quase dez anos desde a primeira emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA), o mercado ganhou sua primeira norma dedicada ao setor. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) editou hoje, 1º de agosto, a Instrução CVM nº 600, que regulamenta as ofertas públicas de distribuição dos CRA. Em virtude do ineditismo de seu objeto, a Instrução inclui mesmo a definição de direitos creditórios que podem compor o lastro de uma emissão pública de CRA, permitindo, inclusive, debêntures. Questão bastante cara à Uqbar, a questão informacional foi alvo de importantes mudanças em relação ao que previa a minuta. O obsoleto informe trimestral, por exemplo, teve sua periodicidade alterada para mensal, não só para os CRA, mas também dos Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI).

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

CRA com risco BR Distribuidora recebe registro de oferta

Na última sexta-feira foram registradas na CVM as ofertas públicas das 9ª, 10ª e 11ª séries da 1ª emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) da securitizadora Cibrasec. As ofertas somam inicialmente R$ 811,8 milhões, podendo ser aumentadas conforme a demanda pelo título. A operação, que envolve a Petrobras Distribuidora (BR Distribuidora), subsidiária da Petrobras, corresponde à maior oferta de CRA realizada neste mercado no ano.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

CRA cujo lastro terá a BR Distribuidora como devedora recebe classificação de risco final

Há aproximadamente um mês o mercado começava a se inteirar sobre uma possível emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) envolvendo a BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras, e que giraria em torno de R$ 750,0 milhões. A emissão em questão corresponde às 9ª, 10ª e 11ª séries da primeira emissão da Cibrasec e se encontra atualmente em análise por parte da CVM. Apesar disso, ontem, 27 de junho de 2018, a agência Fitch Ratings divulgou a classificação de risco final para esses CRA.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Investidores de CRA da Octante votam contra vencimento antecipado

Veja abaixo o resumo de decisões tomadas no âmbito de assembleias de CRA divulgadas na CVM entre 11 e 15 de junho de 2018.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Após ajustes, oferta de CRA pulverizado lastreado em notas promissórias recebe registro

Foi registrada na CVM a oferta pública da primeira série da 12ª emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) da securitizadora Vert. A oferta, que tem como lastro notas promissórias emitidas por clientes da Syngenta, supera os R$ 300,0 milhões, e é a segunda maior já registrada referente a uma operação de CRA de lastro pulverizado. Em novembro de 2017 a Vert e o Banco Santander, coordenador líder da oferta, haviam interposto recurso contra entendimento da área técnica da CVM, que tinha exigido alterações na estrutura do CRA. O colegiado do órgão regulador acabou por indeferir o recurso, mas deixou aberto o caminho para que a oferta fosse devidamente registrada.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Rankings

Mais Lidos