Cielo deve captar mais de R$ 4 bi com novo FIDC

Um novo fundo do universo dos FIDCs que adquirem direitos creditórios originados de fluxos existentes em arranjos de pagamento está prestes a fazer uma robusta emissão de cotas no mercado. A emissão, englobando cotas sênior e subordinadas, pode alcançar quase R$ 4,50 bilhões e está em processo de distribuição por meio de esforços restritos.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Banco Central coloca regulamentação de derivativos em audiência pública

O Banco Central (BC) colocou em consulta pública proposta de regulamentação de operações de derivativos de crédito. As instituições financeiras já estavam autorizadas a realizar operações de derivativos de crédito desde a Resolução CMN nº 2.933, de 2002, mas a prática não se difundiu. Agora o BC pretende consolidar, detalhar e atualizar o normativo anterior, alinhando o Brasil ao padrão estabelecido internacionalmente.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Webinar discute os principais destaques do mercado de FIDC no ano de 2020

Na semana passada foram lançados ao público os Anuários Uqbar 2021, trazendo, como sempre, análises especializadas, infográficos e rankings a respeitos dos mercados de FIDC, CRI, CRA e FII. Junto ao lançamento das publicações, foram realizados quatro webinars com especialistas de diversas frentes da indústria de securitização para discutir o comportamento desses quatro mercados em 2020, além, é claro, de se abordar as expectativas para o futuro.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Mercado de FIDC supera R$ 170 bi de PL em fevereiro

Recentemente, o TLON mostrou quais são os 10 fundos com maior patrimônio líquido (PL) do mercado de FIDC. Agora, o foco da análise continuará sendo o mercado de FIDC, mas a observação será mais macro, através dos mais recentes dados consolidados de estoque, referentes a fevereiro de 2021.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Conheça os 10 FIDCs de maior patrimônio líquido em fevereiro

Entre os dez FIDCs de maior Patrimônio Líquido (PL) do mercado, de acordo com os dados mais recentes disponíveis (fevereiro-21), o fundo que detém o posto de maior fundo da indústria é, por larga margem, o Tapso NP, que é administrado e gerido pela Oliveira Trust. Sua carteira é composta por direitos creditórios originados no segmento de arranjos de pagamentos.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Novo FIDC da Creditas emitirá mais de R$ 250 mi em cotas

Não é novidade que o mercado de FIDC é um terreno fértil para o desenvolvimento de operações envolvendo diversas fintechs que atuam no mercado brasileiro. Uma dessas fintechs, a Creditas, está inclusive com um novo FIDC em processo de distribuição cotas.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

FIDC comprará recebíveis originados em vendas de móveis planejados

A cada ano o mercado de capitais ganha mais força e se consolida como uma das principais alternativas para captação de recursos por parte de empresas com necessidade de investimento. Esse movimento é perceptível na indústria de FIDC, onde é crescente o número de fundos entrando em operação, com empresas de diferentes setores explorando a estrutura deste veículo. Um bom exemplo desta dinâmica é o FIDC Simocred.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Com nova audiência, CVM quer “modernizar, harmonizar e consolidar” regimes de ofertas públicas

A CVM colocou em audiência pública três minutas de Resoluções relacionadas às ofertas públicas de distribuição de valores mobiliários. Trata-se de mais uma etapa prevista na Agenda Regulatória CVM 2021. Segundo a autarquia, o objetivo é modernizar, harmonizar e consolidar o arcabouço regulatório hoje formado por várias normas e orientações editadas pela autarquia a partir de 2003, em especial as ICVM 400 e 476.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Carteira dos RPPS vai de Trendbank a BVA Master, passando por Silverado e Incentivo

Atualmente existem mais de 1.500 Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) em atividade no Brasil. Desse total, pouco menos de 15% investe diretamente em cotas de FIDC. Além desse percentual diminuto, as diretrizes previstas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) ainda limitam esse tipo de aplicação a 5,0% da carteira de cada RPPS e vedam o investimento em FIDC NP. De qualquer forma, as aplicações realizadas pelo RPPS não parecem muito abrangentes, predominando alguns fundos certamente conhecidos do leitor.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Mercado de FIDC se retraiu no primeiro mês de 2021?

O primeiro mês de 2021 trouxe uma atualização para baixo do valor de Patrimônio Líquido (PL) consolidado da indústria de FIDC. Agora somando R$ 168,70 bilhões, o PL retraiu-se 2,9% na comparação com o último mês de 2020, quando o indicador havia sido de R$ 173,78 bilhões. Em termos de número de fundos em operação, o conjunto destes passou de 1.054 para 1.027 unidades em 2021, uma queda de 2,6%.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Rankings

Mais Recentes
fii