FIDC de crédito corporativo de R$ 814 milhões é avaliado pela Fitch

Na última terça-feira, dia 16 de outubro de 2018, a Fitch atribuiu classificações de risco a emissões de cotas que, somadas, alcançam a cifra de R$ 814,0 milhões. Tratam-se de cotas sênior, mezanino e subordinadas do FIDC Pátria Crédito Estruturado. O fundo foi registrado na CVM exatamente um ano antes da ação da Fitch, em 16 de outubro de 2017, e seu ativo deve ser composto, nas palavras da agência, “por títulos e valores mobiliários, como debêntures, securitizações, letras financeiras e outros”.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Fintech prepara FIDC multicedente multissacado para empresas de TI

O potencial de sinergia entre fintechs e FIDC é enorme, como atestam os mais de 20 fundos em operação. Além disso, a recente Resolução do CMN nº 4.656 deve conferir impulso extra ao setor, já que regulamenta as fintechs de crédito, elevando-as à categoria de instituição financeira, e dispensa a figura do correspondente bancário. Há toda uma gama de fintechs que podem atuar conjuntamente aos FIDC.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

FIDC fará emissão que pode superar R$ 1,00 bilhão

Ontem, dia 08 de outubro de 2018, foi divulgado na CVM ata de assembleia geral de cotistas do FIDC Mercantis Auto Peças, de autoria do Santander Securities Services Brasil, administrador do fundo. Dentre as decisões tomadas no processo de deliberação desta assembleia, que foi realizada no primeiro dia deste mês de outubro, constou a alteração de parte do passivo do fundo.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Provisão para perdas do FIDC GGR Prime I volta a subir em setembro

Ontem, dia 01 de outubro de 2018, a CM Capital Markets DTVM, administradora do FIDC GGR Prime I, emitiu Fato Relevante informando sobre a realização da reunião mais recente do “Comitê de Precificação, Provisão e Liquidez”, em 28 de setembro. Como consequência, resolveu-se atualizar as provisões para perdas dos ativos que fazem parte da carteira do fundo, fazendo com que, nas palavras da administradora, tal indicador alcançasse a cifra de R$ 103,1 milhões, ou 49,9% em relação ao patrimônio líquido do fundo.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Emissão capaz de dobrar tamanho do FIDC Empírica Recarga Virtual recebe ‘BBB’

Ontem, dia 26 de setembro de 2018, a agência de classificação de risco Liberum atribuiu a nota ‘BBB’ à segunda série de cotas sênior do FIDC Empírica Recarga Virtual. As cotas classificadas tiveram sua emissão aprovada recentemente, no último dia 29 de agosto, através de Ato de Deliberação por parte da Socopa, administradora do fundo. Também na data de ontem se iniciou a oferta pública com esforços restritos na qual as cotas são objeto.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

BNDES seleciona gestor para FIDC de debêntures incentivadas

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou edital para a seleção de gestor de um FIDC Debêntures de Infraestrutura. De acordo com o banco, o processo de seleção vai até meados de novembro de 2018. O gestor selecionado deverá estruturar o FIDC em conjunto com o BNDES, auxiliar no processo de seleção dos bancos coordenadores que realizarão a oferta das cotas do fundo e, após realizada a oferta de cotas, exercer suas atividades como gestor.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Vert-Fintech e Vert-Nexoos são registradas na CVM

Em 28 de agosto foram registradas na CVM duas novas companhias securitizadoras de créditos financeiros, a Vert-Fintech e a Vert-Nexoos. Ambas as companhias captarão recursos por meio da emissão de debêntures simples e pretendem adquirir direitos creditórios de operações ativas vinculadas a empréstimos originados por meio de plataforma eletrônica. No caso da Vert-Nexoos a companhia ainda especifica que a plataforma eletrônica originadora dos empréstimos é a fintech Nexoos.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Amortização de saldo devedor de debênture deve impactar positivamente FIDC de infraestrutura

A Votorantim Asset Management, gestora do FIDC BB Votorantim Highland Infraestrutura, publicou Fato Relevante para informar sobre o pagamento de debênture mantida em carteira do fundo. Como 100% da posição na referida debênture está atualmente provisionada, é esperado um impacto positivo no patrimônio do fundo.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

FIDC Just vai liquidar em função de inadimplência e não originação

Em assembleia realizada no último dia 16 de agosto, cotistas dos FIDC Just, por maioria dos votos, aprovaram a liquidação antecipada do fundo. A liquidação foi aprovada após a ocorrência de um evento de avaliação do fundo disparado com o desenquadramento do índice de atrasos acima de 60 dias de sua carteira. Um dos expoentes do segmento de fundos relacionados a Fintechs, o FIDC Just captou recentemente mais de R$ 120,0 milhões, com a emissão de sua 2ª série de cotas sênior, tendo com isso majorado o seu patrimônio líquido (PL) para valor acima de R$ 400,0 milhões ao final de junho.

Para continuar lendo, faça o seu login ou assine TLON.

Nova oferta de cotas sênior do FIDC Cartão de Compra Suppliercard recebe registro

Na última quinta-feira, 16 de agosto, foi registrada na CVM a 5ª oferta pública de distribuição de cotas sênior do FIDC Cartão de Compra Suppliercard. O montante ofertado inicialmente totaliza R$ 330,0 milhões. O fundo, em operação desde 2007, e que adquire recebíveis devidos por pessoas jurídicas originados a partir de compras realizadas com cartões de crédito, é um dos maiores FIDC do segmento de cartão de crédito. A oferta está sendo coordenada pela Ourinvest DTVM.

Para continuar lendo, faça o seu login ou cadastre-se.

Rankings
Mais Lidos